SETE DICAS PARA MELHORAR A AUTO-ESTIMA | Clube do cabelo e cia



Você acha que a sua auto-estima está baixa?  Você sabe o que fazer sobre isso?

A auto-estima saudável é baseada em nossa capacidade de avaliar com precisão a nós mesmos, e nos aceitar por quem somos. Isso significa ser capaz de reconhecer os nossos pontos fortes e fracos (todos nós temos!) E ao mesmo tempo reconhecer que somos dignos, e de valor.

Pessoas com baixa auto-estima precisam de experiências externas positivas (por exemplo, elogios de amigos) para neutralizar os sentimentos e pensamentos negativos que têm sobre elas mesmas constantemente.

Nossa auto-estima se desenvolve ao longo de nossas vidas à medida que desenvolvemos uma imagem de nós mesmos através de nossas experiências com pessoas e atividades diferentes. Experiências durante a infância têm um papel particularmente grande na formação da auto-estima. Quando estávamos crescendo, os nossos sucessos, fracassos e como foram tratados pela nossa família, professores, treinadores, autoridades religiosas, e colegas, tudo isso contribuiu para a criação de nossa auto-estima.

Mas isso não quer dizer que não podemos modificá-la, depois que ficamos adultos.
auto-aprovação e a auto-aceitação são a chave para mudanças positivas, e devemos estar dispostos a começar a aprender a nos amar.

Os pensamentos que temos e as palavras que falamos, criam nossas experiências. Criamos as situações e culpamos os outros pela nossa frustração. Criamos nossas experiências, nossa realidade e tudo o que há nela.
Quando criamos paz, harmonia e equilíbrio em nossas mentes, também as encontramos em nossas vidas. 

Até as "doenças" em nosso corpo são criadas por nós.
O que pensamos sobre nós, torna-se verdade para nós. Somos 100% responsáveis por tudo que acontece no nosso corpo, e em nossa vida. 
Nosso sucesso só depende de nós mesmos!

Aqui vão algumas dicas que podem ajudar a melhorar a auto-estima: 

1. Viva para si mesmo, não para o mundo.
As pessoas que não sabem amar a si mesmas buscam constantemente a aprovação alheia e sofrem quando são rejeitadas. Para quebrar essa dinâmica, devemos admitir que não podemos satisfazer a todos.

2. Fuja das comparações.
Elas são uma importante causa de infelicidade. Muita gente tem qualidades e atributos que você não tem, mas você também possui virtudes que não estão presentes nos outros. Pare de olhar para os lados e trabalhe na construção de seu próprio destino.

3 . Não busque a perfeição.
Nem nos outros nem em si mesmo, já que a perfeição não existe. O que existe é uma grande margem para melhorar.

4. Perdoe seus erros.
Especialmente os do passado, pois já não podem ser contornados nem têm qualquer utilidade.
Aprenda com eles, para não repeti-los.

5. Pare de analisar o passado
Desprender o envolvimento emocional ligado ao passado, permite que as lembranças sejam apenas lembranças. Lembramo-nos de muitas coisas em que não existe nenhum envolvimento emocional; que não passam de simples recordações. Deve acontecer o mesmo com todos os eventos passados. A medida que vamos desprendendo o envolvimento emocional deles, tornamo-nos livres para desfrutar o instante presente e criar um grande futuro.
Portanto, em vez de ficar pensando no que deu errado no passado, é muito melhor agir, porque isso permite aperfeiçoar suas qualidades. Movimentar-se é sinal de vida e de evolução.

6. Liberte-se de emoções destrutivas
ressentimento, a crítica, a culpa e o medo.
Essas quatro emoções causam os principais problemas em nossos corpos e nossas vidas. Essas sensações surgem por culparmos os outros e não assumirmos a responsabilidade pelas nossas próprias experiências. Entenda, se somos todos 100% responsáveis por tudo o que existe em nossas vidas, não temos a quem culpar. Seja o que for que esteja acontecendo "lá" é apenas um reflexo dos nossos próprios pensamentos interiores.
Não estou defendendo o mau comportamento dos outros, mas são nossas crenças que atraem pessoas que nos tratam assim.
Se você se descobre dizendo: "Todos sempre fazem isso comigo, me criticam, nunca me ajudam, me usam como um capacho, abusam de mim" então esse é o seu padrão.
Existe algo em você que atrai pessoas que mostram esse comportamento.
Deixando de pensar dessa forma, você fará com que elas se afastem. Você não mais as atrairá.

Como esses padrões se manifestam no nível físico: 
> o ressentimento abrigado por longo tempo pode devorar o corpo e se tornar a doença que chamamos de câncer.
> A crítica como hábito permanente muitas vezes leva ao aparecimento da artrite.
> A culpa sempre procura punição, e a punição cria a dor.
> O medo e a tensão podem criar coisas como calvície, úlceras e até mesmo dores nos pés, e muito mais...

7. Ouça este áudio todos os dias:
(é só fazer o download)
http://www.4shared.com/mp3/-VDZmRZ1/Louise_hay_1-5.html?


Ficam as dicas!!
Bjssss

Fonte:
Louise Hay - Você pode curar sua vida

Postar um comentário

  1. Ótimo post!!! gostei da reflexão.
    com certeza se libertar das energias destrutivas é o mais difícil.

    www.belezacompartilhada.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Eliana! Muito difícil! É um caminho lento, mas que vale muito a pena, né?
      bjksss

      Excluir
  2. Adorei !! Muito bom
    Dando passadinha
    Bjs do pretinho !
    Thy Cesar

    Mundodethy.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo queridoooooo!! Que visita boa, sô!!!
      Que bom que gostou!!
      Bjãooo da branquelinha! hehehe

      Excluir

Obrigada pela visita! Volte sempre!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Entre para o nosso Clube!

 
Clube do cabelo e cia © 2013. All Rights Reserved. Powered by Blogger
Top