SHANTALA - MASSAGEM INDIANA PARA BEBÊS | Clube do cabelo e cia



Oi amores!

Hoje a dica é para as mamães e seus bebês fofos...

É sobre a SHANTALA, que é uma massagem indiana específica para bebês. Eu descobri essa massagem, há uns 17 anos, quando minha caçula ainda era bebê. Ela era um bebê muito agitado, muito mesmo! (Geminiana com ascendente em sagitário...oi?? Quem estuda astrologia entenderá! rs), e também tinha muitas cólicas...
(obs: as cólicas dos bebês são provindas da sua imaturidade intestinal. A maioria dos medicamentos pra cólicas contém açúcar, o que faz aliviar na hora, mas depois piora ainda mais... ou seja, não adiantam. Geralmente as cólicas começam na segunda semana de vida, e vão até os 3 meses; mas nem todas as crianças tem cólicas)


E buscando uma solução mais natural possível para esse problema, fui à uma livraria, e encontrei um livro chamado SHANTALA, que me chamou muito a atenção. O livro foi escrito por um obstetra francês, Dr. Frederick Leboyer,
que quando esteve na Índia, deparou-se com uma cena de uma mulher sentada numa calçada na rua, massageando seu bebê. 
 Ela era paraplégica, e estava numa associação de caridade em Calcutá. 


Essa cena da massagem, fez com que Leboyer se encantasse pela harmonia dos movimentos de como a mulher tocava em seu bebê.
Leboyer pediu para fotografá-la e filmá-la. Ela aceitou, e durante dias ele acompanhou-a, filmando e fotografando a massagem, e percebendo atentamente cada movimento que a mulher fazia. Leboyer fez o possível para que as fotografias conseguissem transmitir a profundidade e o amor envolvidos nesta troca.

Na índia, essa é uma prática milenar comum, e não tem um nome específico, pois trata-se apenas de uma prática que faz parte da rotina de cuidados de mãe para filho. A massagem de origem indiana é aplicada pelas próprias mamães, em crianças com mais de um mês de idade. É baseada em repetições de movimentos e alongamentos, trabalhando a musculatura e as articulações do bebê.

No ocidente essa prática ficou conhecida como SHANTALA, nome da mulher que Leboyer havia encontrado na calçada, e que ensinou-lhe a prática.
Assim, SHANTALA tornou-se uma técnica de massagem para bebês, mundialmente conhecida.
Pesquisas científicas já comprovaram inúmeros benefícios que esta técnica pode trazer, para o bebê que a recebe, pois além das necessidades alimentares, o bebê precisa ser amado, receber carinho, ser embalado, acariciado, e massageado.

Shantala com seu bebê
Não é interessante? Eu fiquei apaixonada por esse livro, e logo depois de lê-lo, comprei um óleo vegetal de camomila (bom pra cólicas), e comecei a aplicar a SHANTALA na minha bebêzinha fofa e agitadinha heheheh

Obs: Uma ótima pedida também, é misturar 20ml de óleo de amêndoas doce com 1 gota de óleo essencial de lavanda.

Eu fazia a Shantala nela todos os dias, antes de seu banho. Fechava a porta do quarto, pra não entrar vento, (porque o bebê fica peladinho). Sentava na cama, com a pernas estendidas (como a própria Shantala), e colocava ela deitadinha no meu colo. Já dava uma leve amornadinha no óleo antes, e deixava ele numa combuquinha ao lado. E aí era só esfregá-lo nas mãos e começar a massagem...

Meu mais velho, segurando a caçulinha, 17 anos atrás,
na época que ela recebia a Shantala.

Eu fiz Shantala na minha filha durante 3 meses seguidos, e os efeitos foram muito perceptíveis... as cólicas diminuíram, a agitação dela também melhorou, e ela passou a dormir melhor. Fora que é um momento muito gostoso!
Pena que na época do meu filho mais velho eu ainda não conhecia essa técnica. Mas se bem que ele era tão calminho (o oposto da caçula), que se eu tivesse feito nele, era capaz dele dormir uma semana seguida hahahhahaha
Bom, chega de mimimi e vamos à prática da Shantala:




 Como fazer?

Primeiro, é preciso você estar "relax" e tranquila quando for fazer a massagem em seu bebê, pois você transmitirá à ele, exatamente aquilo que você estiver sentindo.

O número de repetições é bem variável. Você pode fazer cada movimento por três vezes e ir aumentando e gradativamente, para no máximo, 10 repetições. É importante que o bebê goste da massagem. Se ele estiver chorando pare, e tente em outro momento. Certifique-se de que ele não esteja com fome, e só faça a Shantala após 45 minutos da mamada.

 O bebê deve estar totalmente despido, e o quarto aquecido, para que ele não sinta frio. Procure uma posição que seja confortável para vocês dois.
Interagir com o bebê e proporcionar momentos de bem-estar a ele são os principais objetivos dessa técnica.

Já o horário escolhido para a massagem vai variar com os hábitos do seu bebê. Se ele sente muita cólica na parte da tarde, seria recomendável que a massagem fosse feita pela manhã, pois assim serviria como medida preventiva.
A massagem não leva mais de 20 minutos, e pode ser feita todos os dias, e até 2x ao dia.

Se quiser fazer uma massagem mais relaxante, faça um toque mais suave e superficial. Mas se quiser estimular o bebê, utilize toques  mais profundos e rápidos.

A mãe só precisa de um pouco de óleo vegetal para deslizar as mãos, e aprender os movimentos corretos para atingir objetivos como acalmar o bebê, eliminar gases, cólicas e prisão de ventre ou deixar o sono mais tranquilo. 



Passo-a-passo dos movimentos da Shantala:

1- Coloque uma música tranquila e baixinha, ou com sons da natureza; Uma luz azul ou verde, podem 
ajudar a relaxar também. Sente-se com as pernas esticadas para frente e deite o bebê sobre elas, ou fique numa posição que seja mais confortável para você. Quanto maior o contato corpo-a-corpo entre você e o bebê, melhor.

2-   Faça algumas respirações profundas antes de começar, e procure não pensar em nada que não seja este momento de carinho com seu bebê.

3- Passe o óleo em suas mãos e esfregue-as. Lembre-se de passar o óleo novamente, sempre que começar a massagear uma nova região (exceto o rosto do bebê).

4- Com as mãos bem relaxadas e os dedos unidos, posicione-as no centro do peito do bebê. Deslize, horizontalmente, a mão esquerda até a axila de mesmo lado. Simultaneamente, faça o mesmo movimento à direita.

5- Novamente, comece o movimento no centro do peito do bebê e, dessa vez, termine em cada um dos ombros dele.

6- Começando o movimento pelo centro do peito da criança, suba uma mão de cada vez (formando um X), até o final do ombro. Deixe seus dedos chegarem embaixo da orelha dele. Sempre que a massagem for feita em movimentos alternados, inicie pelo lado esquerdo do bebê, que é o lado mais receptivo.

7- Faça um círculo com as suas mãos, como se fosse um bracelete. Com uma delas, segure o punho do bebê. Enquanto isso, a outra mão vem de encontro àquela que está segurando o pulso, partindo do ombro. Quando as mãos se encontrarem, alterne-as, dando continuidade o movimento funciona como se o bracinho do bebê fosse uma corda, que você puxa para escalar uma parede.

8- Faça um movimento de rosca (uma torção suave) com as duas mãos, iniciando pelo ombro e descendo até o punho do bebê.

9- Apoie a mão do bebê, com a palma virada para cima, em uma das suas mãos. Use o seu polegar da outra para massagear a mãozinha dele, partindo do pulso e chegando até a ponta dos dedinhos.

10- Deslize sua mão espalmada e com os dedos unidos por toda a mãozinha do bebê.

11- Aperte delicadamente os dedinhos do bebê, um a um, começando pelo polegar.

12- Faça um movimento com as suas mãos em concha, da base das costelas até o começo dos genitais dele. Essa técnica é ótima para aliviar as dores da cólica. Se as dores forem muito fortes, intensifique o movimento.

13- Segure as perninhas para o alto e, com o ante-braço, continue massageando a região abdominal. Repita o mesmo movimento com as mãos.

14- Faça um círculo com as suas mãos, como se fosse um bracelete. Com uma delas, segure o tornozelo do bebê. Enquanto isso, a outra mão vem de encontro àquela que está segurando o tornozelo, partindo da virilha. Quando as mãos se encontrarem, alterne-as, dando continuidade ao movimento, como no passo 7.

15- Apoie o pé do bebê em uma das suas mãos. Com a outra, deslize o polegar, massageando a sola do pezinho.

16- Deslize sua mão espalmada e com os dedos unidos por todo o pé do bebê, tanto a sola como o peito.

17- Aperte delicadamente em movimentos circulares, os dedinhos do pé do bebê, um a um, começando pelo polegar.





Foi o encantamento da relação, interação, e vinculação, que encantou Leboyer. No Ocidente, isto vem a ser uma forma dos pais aprofundarem o vínculo afetivo com seus bebês.
Shantala traduz um momento especial oferecendo a oportunidade dos pais terem um contato mais profundo com seu bebê. O toque carinhoso é a melhor forma dos pais se aproximarem do bebê após um dia de trabalho, transmitindo amor e carinho através das mãos. Esse contato ajudará muito os pais a conhecerem o corpo do seu bebê, e como ele se comunica; isso é muito importante e ajudará em muito nos dias difíceis da criança (Denise Gurgel, 2009)

Vídeo original da Shantala:
 


Bjoooo


Postar um comentário

  1. ai que delícia xará, isso servetbm pra bebê grande é muito bom tbm rsrsr
    bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi xará!
      Com certeza, massagem faz bem pra qq um!
      Ainda há tempo de fazer, viu! heheheh
      bjks

      Excluir
  2. Olá Erika. Eu conheço a Shantala(não que eu tenha aplicado na minha filha que igualmente à sua era agitada rs). Lembra quando comentei em um outro post que quando eu estava grávida fazia pilates? Pois bem, essa minha antiga professora já falava de uma certa massagem indiana que fazia muito bem aos bebês. Minha filha nasceu e na primeira consulta com a pediatra caí na "bobeira" de comentar com a doutora,foi mais ou menos assim: "Doutora, soube que existe uma massagem indiana que faz muito bem aos bebês..." Ela: " O QUE?? O QUE É ISSO?? MAIS UM MISTICISMO QUE CHEGA DA ÍNDIA E DESEMBARCA NO BRASIL. ESSA COISA NÃO TEM COMPROVAÇÃO CIENTÍFICA, TEMOS QUE SEGUIR OS PROCEDIMENTOS." Erika, vc não sabe o quanto me arrependi da minha língua de trapo!! Saiu hoje uma matéria interessantíssima no Jornal O Globo, no caderno Economia, página 42, cujo título é: "Temos que voltar à medicina antiga",é uma entrevista com um médico aqui do Rio de Janeiro. Vale à pena ler.
    Bjss e um ótimo domingo para vc e todos de sua família.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi minha querida!!
      Ah, nem me fale... minha caçula qdo pequena não queria comer carne de jeito nenhum... na época eu ainda não era vegetariana, e a médica dela disse q ela não podia deixar de comer carne.. e eu acreditei... afff se fosse uma médica naturalista, não teria dito isso... hoje ela tem 17 anos, e é vegetariana tbm.
      Obrigada pela informação..vou procurar a matéria ;)
      bjão e um domingo repleto de paz pra vc!

      Excluir
    2. Li a matéria e achei muito interessante... vale a pena uma reflexão sobre as palavras do médico... fiz até um post..rs
      obrigada amore!
      Bjks!

      Excluir
  3. o que achei? lindo e emocionante. Acho que essa intimidade e toque entre mãe e bebê é essencial. Não adianta, o ser humano precisa do toque, dessa ligação de pele...e essa energia, olha, não tem coisa melhor...acho que é uma ligação que vc estabelecer com o filho que fica...pra sempre...rs...

    E gêmeos são crianças agitadas? kkk minha mãe conta que eu era bem quieta, eu só era MUITO mimada (só dormia após ser ninada nos braços - olha o toque aí rs) e muito comilona. E continuo bem mimada e comilona, culpa dos astros. kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É.. na verdade a inquietude do geminiano é mental... mas qdo junta com um ascendente em fogo, principalmente sagitário ou áries, que gostam de movimento, aí já viu né..rsrsr

      Culpa deles...total! kkkkkkkkkkk
      bjks

      Excluir
  4. Faço na minha bebezinha de 5 meses todos os dias, após o banho, com óleo jhonsho's hora do sono, ela adora... curtindo e seguindo... Bjus www.prissafashion.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Priscila!
      Aaah é tão bom né? Deu até saudade dos meus filhos qdo eram bbs..rsrs
      bjks

      Excluir
  5. Ai Érika....fiquei tãaaao...tão sentimental com o primeiro e segundo vídeo, meu Deus!!! Que lindo.
    Crianças pra mim é algo que nem sei explicar, principalmente bebês.
    Gente, olha o olhar deles!!! Quanto sentimento naqueles meigos olhinhos. E o sorrisinho de contentamento, as conversinhas e gemidinhos de satisfação.
    Ainda ñ tenho filhos, apesar de 15 anos de casada, mas meus 9 sobrinhos ganharam muitas massagens da titia aqui. E eu nem conhecia esse método. Só sei q criamos um vínculo tão apertado q me amam de paixão. E eu muito mais.
    Sou a tia conselheira imagina? Tenho q cuidar o q falo pois tenho um crédito com eles....
    Desculpe tanto mel, mas é q fico profundamente emotiva com essas coisas.
    Que toda mãe entenda q não é a falta material q faz seu filho infeliz, mas sim o amor q ele não sente.

    Bjos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi amoreeee!
      Vc disse tudo... de que vale o material sem o aconchego, o carinho, o amor?
      Morro de saudds dos meu filhos bbs...rsrsr mas faz parte né... eles tem que crescer! heheheh

      E 9 sobrinhos? uauu!! Babei... não tenho nenhum! :(

      bjão e ótimo domingo

      Excluir
  6. O vídeo original é muito legal... Também fiz na minha pequena desde uns 2 meses até ela não deixar mais, lá para seus 8 meses... Sempre foi muito bom. A minha não tinha cólicas, mas era por demais agitada, então ajudava a relaxar... Fazia com óleo de bebê da Weleda, com aquele cheirinho de calêndula, mas queria muito ter achado, na época, de gérmem de trigo. Uma vez usei amêndoas doces com lavanda, não deu muito certo, o da Weleda ou da Natura Mamãe e Bebê eram melhores. A lavanda ia na água, ficava um cheirinho no quarto delicioso... Depois da massagem ia para um banhozinho de balde e daí sim relaxa mais, mamava e dormia melhor... Santo ritual hahhah

    Muito legal você publicar isso aqui, são coisinhas que fazem maravilha na nossa vida, na dos bebês e nunca é demais espalhar! bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pâmela!
      Essa massagem devia ser um costume mundial, né?
      Pena mesmo, que muita gente ainda a desconhece!
      Bjão

      Excluir
  7. Oi Erika!

    Post perfeito,Dica maravilhosa! Vou fazer no meu bebezinho com certeza.
    Obrigada!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Volte sempre!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Entre para o nosso Clube!

 
Clube do cabelo e cia © 2013. All Rights Reserved. Powered by Blogger
Top