ÓLEOS ESSENCIAIS - CUIDADOS ESPECIAIS | Clube do cabelo e cia




Oi Pessoal!


Já falei sobre a diferença entre Óleos vegetais e Óleos Essenciais aqui. 
E como os Óleos Essenciais são extremamente concentrados, eles requerem alguns cuidados...

Contra-indicações

> Gravidez 
Evitar os óleos de: cânfora, canela, alecrim Qt1, tuia folhas, salvia dalmaciana, savin, arruda, salsa.
Utilizar somente externamente: salvia esclaréia, funcho, erva-doce, anis estrelado, endro indiano, wintergreen, bétula doce, utilizando com moderação.

Alguns óleos que podem ser empregados com segurança durante a gravidez: Camomila alemã e romana, lavanda fina, gerânio, pau rosa, rosa, petitgrains, pachouli, sândalo, néroli, jasmins, laranja, tangerina, mandarina, limão, louro, eucalipto globulus, tea tree (nada aos excessos), orégano lavanda, manjerona, vetiver.

> Distúrbios do fígado 
Todos os óleos com alto teor em tuiona, timol, carvacrol, eugenol e terebintina podem causar danos ao fígado se ingeridos em altas dosagens: tomilho vermelho, oréganos, tuia folhas, sálvia dalmaciana, cedro maçã, cravo da índia, ajowan e cravo do campo. Evitar os óleos de menta e hortelã em casos de deficiência da enzima G6PD e de estados avançados de degeneração do fígado. Também evitar por medidas de segurança: casca de canela, cássia, funcho, erva-doce, anis estrelado, cravo, poejo, buchu, sassafras e óleos ricos em furanocumarinas.

> Distúrbios renais 
 Evitar os óleos de limão (degeneração/nefrite), bergamota, salsa, wintergreen, bétula, sabina, bétula doce,
wintergreen, sassafras, terebintina.

> Pressão alta 
 Evitar óleos que contenham cânfora (alecrim Qt1, cânfora branca) e canela. Problemas ocorreriam se os
óleos fossem usados internamente, em inalações, só se em altíssimas quantidades.

> Pressão baixa 
 Evitar os óleos de alho, cebola, lavanda, pau rosa, palma rosa, eucalipto globulus e óleos com citral como
capim limão. Também só se com o problemma e principalmente se for usado internamente.

> Epilepsia 
 Evitar os óleos de cânfora, alecrim da horta.

> Hemofilia, e distúrbios na coagulação do sangue 
 Evitar os óleos de wintergreen, bétula doce, com salicilato metílico (especialmente internamente)

> Glaucoma e hiperplasia prostática 
 Evitar óleos que contenham citral (verbena, melissa, capim cidreira, capim limão, citronela, eucalipto
staigeriana, etc)

> Proibidos durante o tratamento homeopático 
 Todos que contenham cânfora

> Proibidos para alérgicos
Alecrim, Basilicão, Verbena, Cravo, Hortelã-Pimenta, Menta, Melaleuca, Tomilho, Canela e Todos os OE Cítricos.(faça prova de toque na dobra interna do braço)

> Proibidos para exposição ao sol
Todos os Óleos Essenciais Cítricos, e Verbena. Se fizer uso destes, não se expor ao sol por pelo menos 6 horas após a aplicação.


Primeiros-socorros
Envenenamentos são raros de acontecer, mas existem casos registrados. Como os vidros de óleos
essenciais costumam ser vendidos com gotejador, isto acaba diminuindo os problemas de intoxicação por
crianças pois o volume ingerido de uma vez vem a ser pequeno.
Mas ainda assim é importante atenção pois óleos com alta toxidade, podem ocasionar com pequenas doses sérios danos à saúde e levar até à morte como é o caso do óleo de erva-de-Santa-Maria que com apenas um conta-gotas cheio pode matar uma criança de três anos de idade.
Em caso de intoxicação por ingestão recomenda-se tomar bastante água, suco de frutas não cítricas como o mamão, leite e conforme a quantidade ingerida procurar um médico.

Intoxicações por inalação são menos freqüentes e normalmente ocorrem mais em fábricas e destilarias
de óleos, as recomendações são de retirar a pessoa levando-a para local ventilado e procurar
rapidamente ajuda médica.
Reações alérgicas na pele podem ser minimizadas pelo uso associado de camomila alemã (ou milefólio) com lavanda fina e camomila romana.
Em caso de manchas causadas pelos óleos fototóxicos (citricos), o uso de hortelã pimenta ou do campo sobre a área (2X ao dia) é o suficiente para resolver o problema.

Reduzindo riscos
Para reduzir riscos com a intoxicação junto a óleos essenciais, siga o seguinte:

Não faça uso de óleos essenciais via oral que você não conheça suas indicações, toxicologia e dosagens
recomendadas.
E se for feito, que não seja por pessoas leigas. Evite o uso de óleos que possuem furanocumarinas em sua composição química sobre a pele em locais de grande exposição ao sol, quando empregar tais óleos, faça com eles bem diluídos (0.50 a 3%).
Não utilize via oral óleos essenciais em crianças com idade inferior a 7 anos.
Evite durante a gravidez óleos com alto teor de toxidade, pois podem causar problemas ao feto e até levar
ao aborto. Durante a gravidez deve-se evitar qualquer uso via oral.
Em pessoas que estiverem fragilizadas pelo uso de antibióticos ou outras drogas, evite o uso oral dos óleos
essenciais.

Cuidados especiais no manuseio:
• Mantenha os frascos em locais frescos, dentro de vidros escuros e bem tampados.
• Mantenha os frascos longe do alcance de crianças e animais.
• Mantenha os óleos longe dos olhos e não os esfregue após manipular óleos essenciais. Caso ocorra algum acidente, lavar bem os olhos com muita água e procure ajuda médica.
• Os óleos essenciais são solventes e inflamáveis, portanto mantenham longe do fogo, plástico e madeira.
• Nunca faça uso de óleo essencial oralmente, somente sob orientação médica.

Atenções especiais:
• Se estiver tomando remédios homeopáticos consulte seu médico antes de usar óleos essenciais.
• Não usar um óleo essencial terapeuticamente (ingestão ou inalação) por mais de 3 semanas, caso seja necessário, descanse uma semana, e depois retome.
• Não substituir os óleos essenciais por um acompanhamento médico, quando este for necessário.



Fonte:
Laszlo aromaterapia

Postar um comentário

  1. Oi Erika!

    Te agradeço muito por você dar uma atenção especial para as grávidas, infelizmente há poucas informações sobre o que podemos ou não usar.
    Adoro óleos essenciais, mas por precaução, voltarei a usá-los apenas depois que meu bebê nascer.
    Beijo :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi minha querida,
      Eu sou mãe, e me preocupo muito com as futuras mamães... gravidez é uma época mágica na vida da gente! ;)
      Mas tirando aqueles mais fortes, tem alguns que vc pode usar sim..o de laranja doce é uma delícia e é relaxante..
      bjks

      Excluir
  2. Oi Erika!

    Fico muito feliz que você dê uma atenção especial a esse tema. A gravidez é realmente mágica. Eu estou com 8 semanas e é minha primeira gravidez, ainda estou totalmente perdida.
    Vou procurar o óleo de laranja doce, sou super ansiosa, vai ser bom um óleozinho relaxante.
    Beijos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que delícia! Curta bastante o barrigão! heheh
      Sim, e uma coisa que eu fazia qdo tava gravida, era ouvir muita música clássica (adoro), e sabe que a minha caçula acalmava dentro da barriga ? Menina, mesmo antes de nascer ela já era agitada rsrsrsr
      bjks

      Excluir
  3. Oi, Erika kerida! Passei por aqui também ... rsrsrsrsr
    Gostaria de saber se a concentração de cânfora nos óleos essenciais de lavanda e lavandin podem comprometer os tratamentos homeopáticos.
    Obrigada, pessoa iluminada!
    Namastê
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi linda, aí cada caso é um caso... vai depender do tratamento... não sei te dizer..
      Teria mesmo que perguntar ao homeopata!! Bjsss
      Namastê!! _/\_

      Excluir
  4. OI Érika! Parabéns pelo seu trabalho!
    O óleo essencial, por ser mais concentrado é bem mais eficaz que o extrato glicólico, na obtenção dos resultados? Ou seja age mais rapidamente eficazmente?
    Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, nao posso te afirmar com certeza, pq nunca comparei isso na prática, mas eu deduzo que o OE sendo mais concentrado, possa agir mais rápido.
      bjsss

      Excluir
  5. Eu vou testar. Vou colocar num xampu no máximo 3 extratos, pelo que li no post mais ou menos 3% de cada? Depois te falo do resultado.
    Vai demorar um pouco até chegar as matérias primas...
    E nas máscaras das receitas contratipos, os extratos são sempre glicólicos?
    Não se pode usar OE prolongadamente, mas se comprar por exemplo aquele leave-in Sal da Terra, que contém óleo essencial, devo usar um pouco e deixar um tempo, pra depois retomar o uso?
    São tantas dúvidas...rs
    Desde já obrigada.
    Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, os extratos são até 10%.
      Pode ser extrato oleoso tbm se quiser.
      Qto aos óleos essenciais, eu me referi ao uso terapeutico (ingestão ou inalação). Em cosméticos não tem problema, pq a qtdd é pequena.
      bjssss

      Excluir
    2. Oi Érika!
      Obrigada pelas respostas. Acho que vou ficar com o extrato glicólico mesmo.
      Ah! que bom que nos cosméticos não tem problemas...Porque a grande maioria dos cosméticos naturais contém OEs.
      Não consigo parar de acessar o seu blog, desde que o descobri, quero aprender e absorver as informações de qualidade que aqui estão.
      E vc é um doce.
      Bj

      Excluir
    3. Sim, nos cosméticos a qtdde é muito pouca.
      Rsrsrs é bom, que assim vc volta sempre!! \0/
      bjssss <3

      Excluir
  6. Erika, onde você guarda seus OEs? É ruim deixá-los no banheiro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No banheiro é ruim, pq é um lugar úmido, e quente (qdo se toma banho quente)
      Eu tenho um armário só pra guardar OEs, que fica num quarto.

      Excluir
  7. Dá para usar o Melaleuca puro nas axilas como desodorante?

    Sabe me dizer se as substâncias químicas Dicluconato de clorexidina e Óxido de zinco são nocivas a saúde?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. para usar melaleuca puro, só em áreas pequenas. Como desodorante tem que ser diluído.
      sobre as substancias, teria que pesquisar com mais detalhes... mas o óxido de zinco está presente em protetores solares e vários medicamentos.

      Excluir
  8. Então, daria para usar o melaleuca diluído em água em um frasco spray como desodorante sem problemas?

    Em uma loja de naturais, pertinho do meu trabalho, consegui comprar dois melaleuca de 15ml (Phytoterápica) por um ótimo preço (menos de R$30), pelo desconto que tive.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim pode, mas sempre agite bem antes de usar, pq óleo não dilui em água, ok?
      bjs

      Excluir
  9. Erika pergunta: eu tenho um aromatizador da aromagia e assim, se a vela aguenta ele fica aceso de 19 até umas 5h da manhã as vezes, geralmente ele deve apagar sei lá, umas 2hrs da manhã... e eu faço o seguinte, coloco óleo de citronela mais cedo pra afastar os pernilongos, umas 10 gotas (eles indicam de 10 a 15) e quando eu vou deitar pingo mais umas 10 de lavanda e as vezes algumas de alecrim junto e vou dormir... to inalando em excesso? rsrsrs Faz mal? Porque eu acredito que os óleos não ficam queimando "ativamente" esse tempo todo, a citronela por exemplo que é nota alta dizem que queima em média 2h, lavanda em média 4h... e por aí vai... .-.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Liana! Se vc está dormindo bem, então não tem problema... O alecrim é estimulante, mas como vc mistura com a lavanda, então ele dá uma equilibrada.... não tem problema não, como vc mesma disse, o aroma ativo não fica a noite toda...

      Excluir
  10. Como usar o óleo de alecrim no shampoo para queda de cabelos ?? são quantas gostas e qual quantidade de ml? Pode ser qualquer shampoo e condicionador??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ca, são 25 a 50 gotas de óleo essencial pra cada 100 ml de óleo vegetal, ou outro carreador. Sim, qq shampoo.

      Excluir

Obrigada pela visita! Volte sempre!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Entre para o nosso Clube!

 
Clube do cabelo e cia © 2013. All Rights Reserved. Powered by Blogger
Top