MODA É UMA COISA "ESCROTA"! | Clube do cabelo e cia



Filosofando na madrugada, comecei a pensar na "Moda"...

Eu penso que a moda pode se originar de duas maneiras: Uma, de empresas que querem vender os seus produtos, ou seja, da mídia. A outra, a partir de pessoas originais.

As pessoas originais criam moda. Se uma pessoa tem vontade de sair com o cabelo azul, pinta o cabelo de azul e sai na rua, vão ter as pessoas que vão olhar e achar estranho; e vão ter algumas pessoas que vão gostar e vão fazer também, e quando muitas pessoas aparecerem nas ruas com os cabelos azuis, isso vai acabar influenciando outras pessoas, e assim estará criada uma "moda".
E provavelmente, aquela pessoa original que criou a moda do "cabelo azul", já estará usando um "cabelo verde", porque pessoas originais não curtem estar na moda..rs

A outra maneira de se criar moda, é através das mídias. Essa sim, é repugnante!
As mídias fazem a moda para vender os seus produtos, bombardeando a sociedade de propagandas. Propagandas na tv, rádio, revistas, internet... Isso tudo gera uma influência, que pode ser a nível consciente ou inconsciente. Principalmente através da tv, que ainda é uma grande manipuladora de massa.

A mídia diz o que você deve vestir, comer, e usar...  A novela  também é uma ferramenta da mídia. Tudo que aparece nas novelas, em pouco tempo vira moda.
"Se a fulana da novela usou, eu também quero usar"... é bem por aí que a coisa funciona.. Só, que a fulana da novela, não está usando aquele produto porque ela gosta. Ela simplesmente foi "paga" pra usar, e emprestar a imagem dela para propagar a marca. Ou seja, é uma coisa totalmente intencional.

E as marcas de grife? São as marcas caras, que  também ditam a moda. Afinal, se você pode comprar uma marca de grife,  você tem "poder", tem "status". Simplesmente porque você comprou a marca que uma pessoa supostamente "famosa" criou.
Isso me faz lembrar das propagandas de cigarro antigas, que passavam na TV, mostrando pessoas ricas e poderosas fumando, como se o cigarro fizesse elas terem uma vida "glamurosa"!  É... o cigarro também já esteve na moda...

Portanto, a moda surge através da manipulação da mídia, que  faz com que as pessoas fiquem robotizadas.
É a mídia junto com a moda, que define os padrões de beleza. Ser belo hoje em dia, é ser como a mídia propõe que você seja. Se você não tiver cabelo liso, nem manequim 38, está fora dos padrões.
Aliás, já perceberam que os manequins de hoje são bem menores? Uma calça de manequim 40 hoje, equivale a um 38 de antigamente.

No final das contas, a moda acaba gerando uma falta de personalidade nas pessoas. Inconscientemente, as pessoas querem  se encaixar nos padrões pra seguir a moda, e assim serem aceitas pela sociedade (e por elas próprias).

Comprar alguma coisa que esteja na moda,  porque você realmente gostou, não tem nada demais.
Mas convenhamos, que apenas 10% da população (ou menos) age assim. A maioria compra mesmo  porque está todo mundo usando, e porque está na mídia. Vejo isso como automatização. A maioria das pessoas vivem no automático... não param pra refletir  no que estão fazendo e nem porque estão fazendo...
Se não houvesse mídia, a moda não existiria.

Claro que todos já fomos influenciados pela moda em algum momento da nossa vida, principalmente na adolescência, onde temos maior necessidade de sermos aceitos.
Porém, para algumas pessoas, a moda pode perdurar e influenciar por toda a sua vida...

Mais importante do que estar na moda, é ter qualidade de vida. É usar coisas confortáveis, que são úteis e práticas, que você se sinta bem de verdade, e que tenha a ver com a sua personalidade.

Você é o que você é, e não o que a sociedade quer que você seja. A partir do momento que você se aceita como é, você não precisa estar na moda, nem seguir os padrões sociais de beleza, e muito menos, provar nada pra ninguém!

Além do mais, ninguém é igual a ninguém. Somos seres únicos, cada qual com sua beleza, seus gostos, e características próprias de personalidade.

A moda generaliza, tolhe a diversidade humana, e transforma as pessoas em clones robotizados.
Na minha visão, a moda é fútil, totalmente irrelevante e supérflua. Não acrescenta nada na vida de ninguém.
A moda foi criada única e exclusivamente, para alimentar o consumismo.
E é por isso que eu digo: A moda é muito "escrota"!!!






Deixo aqui um "viva" para a 
diversidade humana!! 
\0/




Postar um comentário

  1. Concordo plenamente.E eu confesso que na maioria das vezes compro apenas se eu gostar, se ficar bem em mim, e se estiver dentro do meu orçamento.Mãs....como sou humana, as vezes compro levada pelo impulso.Parabéns pelo texto.bjinhos
    http://espelhodoglamour.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabrielle!
      E quem nunca comprou pelo impulso, né?
      bjksss

      Excluir
  2. A moda esta relacionada a história do homem. o fato de copiar alguém em sua atitude ou maneira de vestir está intimamente ligada a praticidade, a conveniência do momento. Não devemos condenar a moda, pois ela é que nos faz distinguir o que nos faz ou não feliz. Condenar a mídia é outro erro, afinal a primeira mídia que se utiliza pra se falar bem o mal do outro é o cochicho entre duas pessoas e o as marocas foram a principal mídia que tivemos medo em nossa juventude, de nossa maneira de portar ou vestir. Concordo que ninguém tem o direito de ditar padrões mas na nossa vida consumista e capitalista deixamos de lado nossas costureiras, confeiteiras, cozinheiras para passar a consumir enlatados e outros que nos fazem engordar e nos envenenar até com os remédios prescritos dos tais médicos que não seguem o desejo da cura mas do produto mais consumido. É a roda da fortuna, que nos governa e só nós mesmos poderemos nos libertar dessas amarras sociais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Geraldo!
      Como eu disse no vídeo, não estou aqui pra julgar ninguém, e apenas falei o que penso. Apesar de discordar totalmente de vc, respeito sua opinião e agradeço por ter comentado!
      Um viva pra diversidade de opiniões também heheh \0/
      bjkssss

      Excluir
  3. Muito bom!
    Hoje em dia eu vejo que as blogueiras mais famosas viraram celebridades e ditam moda também.
    É uma pena que essas blogueiras refletem uma sociedade fútil, alienada, que não sabe pensar fora da caixa. São blogueiras que usam e promovem casacos de pele, que mostram produtos "hypes" caríssimos que quase ninguém consegue pagar.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eliana!
      Pois é.... sem comentários...
      bjãoo

      Excluir
  4. Concordo em gênero, número e grau Érika, também não entro na ditadura da moda, uso o que gosto e que acho que me cai bem.
    Me nego a usar estampa animal e flor de plástico no cabelo kkkk.
    Ps.: Adoro seu blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkk
      valeu amore! obrigada por comentar!
      bjksss

      Excluir
  5. Concordo plenamente,moda escraviza e limita seus adeptos,não sigo moda nenhuma,faço,compro o que gosto,e o que fica bem em mim,era um tanto insatisfeita com meu peso,alta e magra,aff,me incomodava,mas estou aprendendo aceitar isso,mas já fiz muita coisa pra ganhar peso...rsrs,desisti dessa maluquice antes que perdesse minha saúde,enfim,moda quem faz é a gente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tbm penso assim Pri!...cada qual que faça sua moda, né?
      bjsssssssssss

      Excluir
  6. Érika Nasch, discordo de você, moda é referencia na psicologia, filosofia, sociologia, quando falamos de Madame Coco Chanel estamos falando de uma mulher que batalhou muito para ser reconhecida e é referencia em muitos desfiles ainda, o colar de pérolas ela que introduziu na moda, o famoso tayier (não sei se escreve assim) ela inventou, moda é tudo, estado de espírito, conta a história de um século de um País, quando falamos em Cleópatra você logo associa a determinada roupa e estilo, quando falamos anos 20, 30, 40, 50, 60, 70 enfim todas as décadas todos os séculos são contados não apenas por política, tipo de sociedade, mas também moda, talvez a sua confusão esteja ligada a todo mundo usar o mesmo padrão de roupa, não gosto também, até porque o que fica bem em algumas mulheres em outras não ficam, mas de um modo geral o brasileiro e acho que SPFW e RFW estão aí para mostrar que um país pode ganhar muito. Quando Jaqueline Kennedy se tornou a primeira dama, ela simplesmente achava ridículo que os Estados Unidos não tinham moda, então ela simplesmente convocou muitos estilistas e como era uma pessoa muito informada e rica, foi fazendo uma seleção logicamente assessorada por um alguém maior e resolveram que eles que até então copiavam e não ganhavam nada, iriam fazer seus próprios desfiles, suas tendências, como Milão, França e outros grandes países e aí minha cara eles começaram a ganhar muito mas muito dinheiro digo os Estados Unidos com divisas, exportação, depois dela até Obama todo mundo se esqueceu de moda, mas Madame Michele Obama no primeiro mandato de seu marido fez questão de convocar estilistas para a posse de seu marido, o grande baile, e ela escolheu três roupas, entre os escolhidos estava o estilista até então desconhecido do Vietnan, aliás ela voltou a dar oportunidades a moda por também entender o milionário quinhão que a moda traz, não como Jaqueline Keneddy, mas mais que as outras, então falar que moda é bobagem acho que desculpe você ainda não entendeu o traz dinheiro para um país são divisas, exportações no nosso caso, e olha que na Rocinha no Rio de Janeiro tem um grupo de mulheres que precisavam ganhar dinheiro uma artesã se interessou e começou a dar aulas de bijuterias, outra favela no Rio de Janeiro tem sua própria grife, e cada uma delas está ganhando mais dinheiro com exportações de lingerie, biquínis, bijuterias, roupas, sapatos, bolsas, agora se tem mulher que não se contenta em comprar só o que lhe fica bem e não tem noção nenhuma de seu corpo a culpa não é da moda e sim dela mesma, e olha que não falei das rendeiras do Nordeste que fazem obras de arte em matéria de roupas, MODA É SINONIMO DE CONTAR PARA OS OUTROS QUEM VOCÊ É.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Margarida,
      Respeito sua opinião também, apesar de discordar.
      Obrigada por comentar!
      bjksss

      Excluir
  7. Oi Erika!!! Mito tempo que não passo por aqui, estou em época de provas na faculdade e realmente sem tempo para nada. E cheguei hoje bem em um assunto polêmico como deu para ver em alguns comentários concordando e outros discordando.
    Eu penso da seguinte maneira, assim como pessoas tem dom de pintar, escrever, cantar, etc... algumas tem dom de ditar moda. E acho que se você se sentir bem copiando ou aderindo aquela moda ao seu estilo, está ótimo!!! Eu mesma não sou uma perita em moda... porém uso muitas coisas que vejo de modinha, e uso do meu modo, ou encaixo nas minhas roupas!!! Sem deixar de ser como sou, e de certa forma seguindo as tendências!!! Assim também como tem coisas que é moda e simplesmente vejo que não tem nada a ver comigo, e nem tento usar, como os famosos croppeds que virou febre, eu ficaria ridícula com um deles, mas em outras pessoas acho bonito!!! Realmente é uma questão muito pessoal, mas também sou contra as blogueiras que colocam roupas caríssimas que é impossível das seguidoras terem algo semelhante!!! Por isso quando posto alguma coisa de roupa, costumo postar looks viáveis ao bolso de todas.
    Beijinhus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Angie!! Qto tempo mesmo!! Eu tbm estou devendo um mooonte de visitas... o sabão tem me tomado um bom tempo, mas está sendo muito compensador...adoro!

      Eu já maginava que esse tema ia gerar polêmica rs
      Mas é justamente isso o que é legal... ver que cada um tem uma ideia diferente sobre o mesmo assunto...

      É essa diversidade que eu curto!
      obrigada por comentar!
      bjksss

      Excluir
  8. Gostei do seu texto, Erika, mas também concordo em partes com as pessoas que disseram que a moda faz parte da história da humanidade.

    O que eu acho ruim é a escravidão em relação a ela, só comprar ou usar alguma coisa se estiver na "última moda", independente de ficar bem no corpo ou não, de combinar com sua personalidade ou não.

    Se pegarmos fotos das pessoas, desde o seu nascimento até os dias de hoje, poderemos constatar que, de certa forma, houve sim uma conformidade com a moda do momento em que elas viviam. É muito difícil fugir disso, principalmente se compramos roupas feitas, sempre há uma tendência.

    É preciso ter uma personalidade muito forte, uma autoestima acima da média para vestir-se de maneira totalmente avessa à moda/tendência do lugar e da época onde vive.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi amore!
      Sim, essa escravidão é triste! Me faltou essa palavra no texto!
      Obrigada por comentar!
      bjksss

      Excluir
  9. Eu acho que temos que seguir a "nossa" moda, vestir e usar o que gostamos, claro sem ficar ridícula, rsrsrs...não sigo moda, mas gosto de saber uma coisinha ou outra, para ficar por dentro, tipo cores, tendências, essas coisas, mas não ficar escrava da moda e seguir tudo! beijo

    ResponderExcluir
  10. Bom dia Erika concordo com você quando diz que as pessoas são muito influenciadas pela mídia, eu não deixaria de usar uma roupa que estivesse fora de "moda" se eu gosto da roupa e se me faz feliz , afinal o que eu visto diz respeito à minha alma e não a dos outros, não preciso usar uma bolsa de 500 reais que é famosa pra me sentir importante , sou um ser humano e isso já é ser importante demais :) espero que as pessoas leiam seu artigo e pensem, meditem no que realmente tem valor e que vale ser vivido.Good vibes ...Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alvorecer adorei seu comentário,é isso mesmo,que adianta alguém coberto de grifes pq tá na 'moda' e ter um caráter que não vale nada,minhas prioridades são outras!Bjos

      Excluir
  11. Gostei do texto Erika! e concordo. Moda faz parte da vida humana, mas o perigo está no consumo (exagerado) nesse copismo vazio sem reflexão nenhuma sobre o que venha a representar. Como você mesma disse, essa imposição midiática sobre quem devemos ser! Isso é muito perigoso. Moda reflete o que você é (já que vivemos na sociedade do espectáculo e da aparência) e o que vejo por aí são robores sem personalidade!!!rs... Não acho que você tem que ser original sempre (um esforço desumano), mas seja você, isso basta!
    Adoro seu blog!
    Joyce
    bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Joyce!
      Eu penso que ser original, é sermos nós mesmos!
      bjsss

      Excluir

Obrigada pela visita! Volte sempre!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Entre para o nosso Clube!

 
Clube do cabelo e cia © 2013. All Rights Reserved. Powered by Blogger
Top