ÓLEO DE ABACATE E SUAS PROPRIEDADES MEDICINAIS E ESTÉTICAS | Clube do cabelo e cia


O abacateiro é uma árvore originária da Guatemala, Antilhas e México. Abacate vem da palavra asteca "awakatl", que significa ‘‘testículo’’ em virtude de seus frutos penderem dos galhos lembrando o órgão genital masculino e, por isso, algumas pessoas o consideram afrodisíaco.

De certa forma, a semelhança do abacate com os testículos é uma ‘‘assinatura’’ da planta bem peculiar, pois seu fruto é riquíssimo em fitoesteróis,  que possuem poder terapêutico de cura e prevenção da hiperplasia de próstata.

Devido a isso, o México, país onde se come muito guacamole (prato típico com abacate), o índice de homens com problemas de próstata são os menores do mundo.

Mas, mais poderoso ainda que o fruto é o óleo obtido de sua polpa. Extraído por centrifugação, de cor verde esmeralda intenso, sabor forte e cheiro exótico característico, o óleo de abacate extravirgem é um produto magnífico para a saúde e nutrição. Não deve ser confundido jamais com o óleo obtido do caroço do abacate, que não possui os fitoesteróis e ativos da polpa.

O óleo de abacate possui em sua composição várias substâncias medicinais. Entre as mais ativas temos lecitinas, fitoesteróis (beta-sitosterol especialmente), ômega 9 (ácido oléico), vitamina A, Vitamina D e um alto teor de vitamina E, às vezes quase o dobro do óleo de semente de uvas.

A maioria das propriedades do óleo de abacate se devem à presença em alta concentração de beta-sitosterol, um fitoesterol de estrutura química muito similar à do colesterol e encontrado no arroz, na soja, no germe de trigo e no milho. Sua concentração é 25.5 vezes mais alta no abacate quando comparado com a da laranja. Este fitoesterol confere ao óleo de abacate propriedades bactericidas, antivirais, fungicidas e anti-inflamatórias.  



Ação sobre o colesterol:
O beta-sitosterol sozinho ou em combinação com outros esteróis de plantas, têm demonstrado em estudos clínicos um efeito de reduzir os níveis de colesterol no sangue. Ele age neste sentido de três formas:

- Primeiramente quando usado junto com a comida (1 colher de café do óleo de abacate) ele se associa às gorduras e age bloqueando a absorção do colesterol pelo corpo (somente 5-10% de b-sitosterol agregado é absorvido).
Este efeito pode ajudar também em regimes de perda de peso e especialmente na prevenção de doenças cardiovasculares.

- Segundo, ele age diretamente no fígado equilibrando os níveis do colesterol no sangue, o LDL (mau colesterol) diminui, enquanto o HDL (bom colesterol) sobe.

- E, terceiro, quando conjugado à lecitinas presentes no óleo de abacate, ele agrega-se à gordura ruim no sangue facilitando sua eliminação do corpo pelas vias urinárias, acabando por desobstruir os vasos.

Um estudo feito por pesquisadores do Instituto Mexicano de Seguro Social, publicado em arquivos médicos no inverno de 1996, mostravam que quem come abacate todos os dias por uma semana, têm uma queda de 17% do colesterol total do sangue. 

Ação sobre o açúcar do sangue
O b-sitosterol também tem demonstrado efeito normalizador do açúcar no sangue e nos níveis de insulina no diabetes tipo I e II. Ele reduz os níveis de glicose por uma ação inibitória e reguladora da enzima glucose-6- phosphatase, que age elevando os níveis de açúcar no sangue.

Ação sobre a próstata e calvície:
O Beta-sitosterol é o princípio ativo milagroso existente no óleo de semente de abóbora, Saw palmeto, Pygeum africanum e outros remédios naturais para a próstata. Vários jornais científicos internacionais têm publicado estudos científicos que provam que o b-sitosterol é o mais efetivo remédio conhecido para os problemas de próstata.

O b-sitosterol  age específicamente sobre o fígado, inibindo uma enzima, a 5-alpha-reductase (responsável pela redução da testosterona a dihidrotestosterona- DHT).
Quando a 5-alpha-reductase reduz a testosterona e a converte a DHT, ocasiona uma série de problemas. A ligação do DHT a receptores androgênicos na próstata tende a ocasionar sua dilatação, problemas vasculares e possibilidade de impotência. E sua ligação a receptores hormonais nos folículos pilosos, levam ao surgimento de calvície (queda de cabelo ) com a idade.

Assim, o  b-sitosterol contido no óleo de abacate, age reduzindo a dilatação da próstata (hiperplasia prostática), prevenindo e ajudando no seu tratamento, e também reduzindo a queda capilar (com a vantagem de não ter os efeitos colaterais, causados pelos medicamentos utilizados para este mesmo fim).

TPM e Retenção de líquidos
Na mulher, o b-sitosterol também age positivamente causando um efeito anti-estrogênico, diminuindo a ligação do DHT a receptores de estrógenos.
Isso previne os efeitos indesejados dos níveis altos de estrógenos no corpo como a retenção de líquidos e aumento do peso, especialmente nas fases da TPM, e o desenvolvimento de ginecomastia em homens.

Aumento da imunidade
 Notou-se que na imunidade, o b-sitosterol age aumentando a proliferação de linfócitos no corpo e a atividade das células NK (“natural killers”) que agem matando microorganismos invasores.
Na parte de câncer, ele age suprimindo a carcinogênese e no HIV fortalecendo o sistema imunológico.



Ação anti-inflamatória
Frações insaponificáveis do óleo de abacate apresentaram, num estudo dinamarquês de 2005, eficientes propriedades anti-inflamatórias e de estimulação da síntese de proteoglicanos nas cartilagens, tendo efeito nos sintomas da osteoartrite de joelho e quadril. 
A baixa produção de proteoglicanos causa redução no volume do tecido cartilaginoso, por ser incapaz de atrair água suficiente, o que gera desgaste das cartilagens por desidratação.

Ação contra o câncer e doenças dos olhos
O abacate também possui um carotenóide chamado luteína que ajuda a proteger o organismo contra o câncer de próstata e doenças dos olhos como catarata e degeneração da mácula.

Ação diurética
Vale citar também que uma substância chamada d-perseitol presente no abacate age como diurético.

Ação hepatoprotetora
Em 2000, pesquisadores japoneses relataram que o abacate possui também ação hepatoprotetora (protege o fígado) ao inibir os danos ocasionados por uma toxina hepática, a galactosamina.

Ação Cardiovascular 
Uma xícara de abacate tem 23 % de o valor diário recomendado de ácido fólico.
Estudos mostram que pessoas que consomem uma dieta rica em ácido fólico tem uma incidência muito menor de doenças cardíacas, e  têm um risco muito mais baixo acidente vascular cerebral, do que aqueles que não consomem alimentos ricos em folato. A vitamina E , ácidos graxos monoinsaturados , e glutationa no abacate também são benéficos para o coração.



Ação sobre a pele
Entre 8 óleos testados (gergelim, amêndoas, jojoba, côco, oliva etc), o abacate foi o que apresentou maior efeito de absorção dos raios ultra- violeta (UV) do sol, agindo assim como ótimo filtro solar para cosméticos.
Devido a todas estas propriedades, o óleo de abacate é muito usado no tratamento de vários problemas de pele como dermatites, inflamações, queimaduras, psoríase, acne e no pós-cirúrgico para acelerar a cicatrização, prevenindo a formação de marcas e quelóides, principalmente se combinado com os óleos essenciais de cipreste (C. sempervirens) e palmarosa (C. martinii). Ele também pode ser associado para quelóides com os óleos vegetais de rosa mosqueta ou linhaça para maior eficácia.

Ainda sobre sua ação na pele, um estudo publicado no Jornal Wound Care em 2008 por Nayak e seus colegas, confirmou que o óleo de abacate tanto via externa, quanto ingerido, possui propriedades eficientes na cicatrização de feridas e escaras.  

 Pesquisas do UCLA, Centro de nutrição humana da Califórnia, indicaram que os abacates possuem o teor mais alto de vitamina E quando comparados ao kiwi, nectarinas, uvas e pêssegos.
A vitamina E é conhecida por ser um poderoso antioxidante que age inibindo a formação de radicais livres, ajudando assim a diminuir os sinais do envelhecimento.  

Em cosméticos, o óleo de abacate é usado puro ou diluído (1 tampinha com 6ml em cada 100g de creme) visando estimular a síntese de colágeno na pele, o que retarda a formação de rugas e estrias, contribuindo desta forma para o tônus e vitalidade da pele.

Com óleo essencial de Hortelã-pimenta:
Pode ser combinado com o óleo de hortelã pimenta (M. piperita) de 1 a 2 % (25 a 45 gotas em 100ml do óleo ou do creme contendo ele) para ajudar também no clareamento da pele, já que o óleo de hortelã promove a redistribuição da melanina na pele reduzindo as manchas.

Com  óleo essencial de Mirra:
E também com o óleo de mirra (C. mirrha/mukul) na mesma dose, óleo já comprovado por aumentar a síntese de triglicérides sob a pele, o que promove um efeito ‘botox’ natural, removendo as rugas por efeito de preenchimento interno progressivo das mesma,s pela síntese natural de gordura debaixo da pele.

Para o cabelo 
O óleo de abacate é extremamente hidratante para os cabelos e pele. Você pode usá-lo como pré-shampoo, se o seu cabelo for muito seco, e especialmente, para dar vitalidade aos cabelos se eles estiverem enfraquecidos; pois o óleo de abacate ajuda no fortalecimento, estimula o crescimento, e retarda a perda de cabelos, além de proporcionar brilho para cabelos opacos.



Na culinária:
É um excelente óleo para emprego culinário para prevenção de doenças circulatórias e pode ser combinado com o azeite de oliva. Ainda podemos incluir o óleo essencial de limão siciliano (C. limonum), que em azeites traz um ótimo sabor cítrico.
Seriam 5 a 10 gotas para cada 100ml (50ml de azeite de oliva extravirgem + 50ml de óleo de abacate extravirgem).

Melhor absorção de nutrientes: 
Nutrientes são melhor absorvidos quando ingeridos com abacate . Num estudo , quando os participantes comiam uma salada contendo abacates, absorveram cinco vezes a quantidade de carotenóides ( um grupo de nutrientes que inclui licopeno e beta-caroteno ).




Fonte:
Laszlo Aromaterapia
(Fabian Laszlo)




Postar um comentário

  1. Amo abacate agora então rsrsrs
    www.portaldebeleza.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. =D tbm adoroooo!! E creme de abacate com leite condensado? Hummmmmmmmmm
      #sópensoemcomida# hehehhe

      Excluir
    2. Com leite condensado? Experimenta com leite em pó!!!
      #Delícia

      Excluir
  2. Quantos benefícios né??já li em um blog que é possível extrair o óleo da polpa em casa mesmo,é confiável Erika?o link para o blog: http://artesanalnatural.blogspot.pt/2010/07/extracao-artesanal-de-oleos-vegetais.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pri,
      Eu gosto desse site. Se conseguir manter a temperatura baixa com ela fez, dá sim. Mas só que não vai ser puro né... vc viu que rola uma mistura com outro óleo... bem... alguma propriedade deve conter...
      bjks

      Excluir
    2. Ela ensina 2 métodos Erika,no primeiro não é adicionado nenhum tipo de óleo,somente a polpa em banho maria,no segundo método sim,adiciona algum óleo a nossa escolha,será que consigo usando a chama menor do fogão,vou tentar,aqui na cidade é cheio de abacateiros.Estou esperando as castanhas do pará que encomendei chegarem para eu fazer meu óleo de castanha.

      Excluir
    3. Ah, eu só vi o segundo então... eu acho que vale a pena tentar,sim! Depois me diga o que achou ;)
      bjksss

      Excluir
  3. Oi Erika, adorei o post, como sempre!
    So que estou com uma duvida, para a iingestao, pode ser o oleo de abacate vendido no site engenharia das essencias??
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol,
      Huumm..não tenho certeza... vou perguntar à eles, e te retorno, ok?
      bjks

      Excluir
  4. Aguardarei ansiosa pela resposta, pois tenho muita retenção de líquido e meu índice glicêmico está meio "altinho", e como iniciarei uma reeducação alimentar, esse óleo com certeza irá me auxiliar.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acabei de enviar um email pra eles. Assim q tiver o retorno te falo, tá?
      bjks

      Excluir
  5. Se o abacate fruta já faz bem pro cabelo imagina o óleo. Só não faço mascara com abacate pq sempre acabo comendo rsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Heheheh
      vixi... então vc nem vai poder ver a receita de máscara de abacate q vou dar rsrsrsr
      bjkssss

      Excluir
  6. amei o post, como sempre rsrrsrs
    vc pode indicar algum lugar para comprar o óleo de abacate?
    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana Paula,
      Lá em cima no menu, tem uma coluna "Onde comprar matéria prima cosmética". Deixei uma lista lá de vários sites que vendem óleos ;)
      bjksss

      Excluir
  7. Olá Erika!!! Comprei o óleo de abacate e já estou usando nas saladas.É muito gosssstoso!!! Aqui no Rio de Janeiro,comprei no Mundo Verde.
    Seu blog cd dia melhor!
    E vc como sempre muito competente!!!
    BJS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rosangela!
      Aiinnnn adoro essa loja! SEmpre que vou no RJ dou uma passadinha lá ;)
      bjksss

      Excluir
    2. Miga,qdo vier ao Rio ,quero conhecê-la!!!
      Erika,incentivada por vc,me inscrevi para o curso de "Introdução aromoterapia".
      Estou "loucaporoleos"!!!! Já tive diversas experiências maravilhosas com os OE!!!
      Desde meus cabelos até ao emocional!!!
      Bjs,mais sucesso!!!

      Excluir
    3. Uauuuu que máximo!!! Qual curso, da Laszlo?
      Adorei a notícia! <3
      Aaahhhh eu estou pensando de repente no fim do ano da gente promover um encontro do Clube no RJ... o que acha? Com direito a vídeo e tudo hehehhe
      bjssss

      Excluir
  8. Acho ÓTIMO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Tenho muitas experiencias p compartilhar depois que conheci.......VOCÊ !!!!!! Vamos, SIM!!!!!

    ResponderExcluir
  9. Pode contar comigo para qq coisa que vc queira fazer!!!!

    ResponderExcluir
  10. Olá! Tudo bem?
    Estou vendo um óleo vegetal da semente do abacate, serve para passar em cabelos ressecados? Ele está com um preço acessível, quero muito comprar. Obrigada! :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fê! O óleo de abacate é ótimo!
      Mas confira na composição se é óleo puro mesmo... não pode ter nada mais além do óleo do abacate.
      bjsss

      Excluir
  11. Olá! O óleo da semente é muito ruim? Está com um bom preço e eu queria usar nos cabelos. :P

    ResponderExcluir
  12. Oi Erika. Para ingestão pode ser o extrato oleoso de abacate? Existe diferença para extrato oleoso e óleo vegetal? E como é recomendado o uso dele na alimentação? bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi amore! Pra ingerir tem que ser prensado a frio (virgem). Pode ingerir em saladas, e pode misturar com o azeite de oliva, pq o óleo de abacate é bem forte.
      O extrato é a maceração da erva em um óleo carreador. Totalmente diferente do óleo.
      bjksss

      Excluir
    2. Eu perguntei pq onde compro vem escrito assim: ext. oleo. ... e o nome do vegetal e eu sempre comprei eles dizendo q é óleo vegetal então ñ é o vegetal? :o não sabia q ainda tinha um diferente pq eu achava q extrato era só o glicólico e que era só escrita deles no pote mas que era o vegetal. :/ Como saber a diferença?

      Excluir
    3. Ahhhhh agora que entendi sua pergunta!!! Desculpe amore, demorei pra "captar" sua mensagem!
      Siiiimmm tem extrato oleoso, onde a maceração é feita em óleo vegetal. A diferença é exatamente essa... um leva óleo e o outro não...
      bjksss

      Excluir
    4. Erika. Estive na loja hoje e questionei sobre o extrato oleoso e vi na tebela q realmente tem extrato oleoso e tem somente o óleo. Somente um funcionário soube me explicar o que vc me explicou, do mesmo jeito. Achei o óleo de abacate virgem por lá tb. A loja tem tuuuuudo. Uma maravilhaaaaaa!!!! Obrigada lindona. bjos

      Excluir
    5. ahhh que maravilha!! que loja é?

      Excluir
  13. Esse mundo dos óleos ainda é novidade... Estou aprendendo... Rsrsrs... Erika, comprei o óleo de abacate prensado a frio... Posso, além de usar no cabelo, colocar uma colher na comida?!?!? Tenho colesterol alto e é genético, luta constante... Vi que é bom... Posso?!?!?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cristina, onde vc comprou?
      Eu procuro sempre perguntar ao fabricante se posso ingerir, pq tem óleos que são produzidos apenas para uso cosméticos...
      bjksss

      Excluir
  14. Oi Erika!
    Nossa, abacate é um amor, pra tudo, heim!
    Então, mais uma duvidazinha: posso usar o óleo da polpa como protetor solar? Devo misturar com algo?
    Beijooos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Josy, não sei te dizer o qto ele protegeria...
      bjkss

      Excluir
  15. Estou amando esse blog, não consigo parar de ler. Achei muito legal também é que a Erika responde a todos os posts, ao contrário de muitos blogs, que a pergunta fica no ar, e vc não recebe resposta de ninguém, muito Legal, parabéns, percebo que quando vc le uma uma matéria, realmente houve pesquisa, e propriedade de quem escreveu para falar daquele assunto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Patricia, seja muito bem vinda!!
      Fico feliz que tenha gostado daqui! :)
      Bjkssss

      Excluir

Obrigada pela visita! Volte sempre!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Entre para o nosso Clube!

 
Clube do cabelo e cia © 2013. All Rights Reserved. Powered by Blogger
Top