PROJETO REABILITAÇÃO ESPERANÇA: GUANAMBI - BA | Clube do cabelo e cia








APRESENTAÇÃO DO PROJETO

O projeto Reabilitação Esperança é assim concebido, de maneira a propiciar condições que possibilitem o atendimento de pessoas usuárias de substâncias químicas e desabrigadas, que vivem à margem da sociedade, com a esperança de novas oportunidades para a reconstrução e re-socialização de suas vidas e de seus familiares, sendo que o Município de Guanambi e toda região sudoeste da Bahia, hoje com mais 86 mil habitantes, não tem nenhum centro de referência de recuperação para Jovens e adultos.

Este projeto vem atender esta lacuna que existe nesta cidade e região, diante do quadro gritante de problemas sociais envolvendo jovens e adultos em situação de risco social e vulnerabilidade, bem como a utilização de substancias químicas em geral.

A marginalidade social existe em qualquer sociedade, mas, no nosso país, onde se verifica uma considerável concentração de renda, a desigualdade é mais gritante. Podemos observar, concretamente, os números da exclusão social ampliando-se cada vez mais, gerando mais pobreza e aprofundando a miséria.

O fenômeno da globalização, da regionalização e da modernização da economia conduz a uma nova ordem social, e a reorganização das estruturas sociais provoca sem dúvida, uma serie de fatores que agravam, ainda mais, a situação daqueles que não lograram a oportunidade de se preparar para as exigências do mercado de trabalho atual.

Para superar os reflexos que o re-ordenamento social vem impondo aos menos favorecidos, as organizações governamentais – estadual e municipal – bem como as não-governamentais, precisam aliar-se numa ação conjunta para, através de critérios mais justos, mais humanos e, sobretudo, mais solidários, minimizarem a triste situação em que vivem os excluídos sociais.


OBJETIVOS DO PROJETO:

> Desenvolver a responsabilidade do residente e a busca de soluções e alternativas aos desafios cotidianos prévios ao desenvolvimento do uso abusivo de drogas;

> Promover a aprendizagem de um ofício, principalmente àqueles que não têm formação escolar e/ou experiência profissional;

> Promover o delineamento de um projeto de vida exequível, que promova o estabelecimento e/ou o resgate da rede social e que incorpore família, amigos, trabalho, escola e comunidade;

> Fomentar a reflexão filosófica e o uso da racionalidade como ferramentas de sustentação do projeto de vida.

> Busca de parcerias entre as universidades e as organizações sociais da região, e todos aqueles que se dedicam ao estudo de teorias, e à implementação de metodologias de trabalho.

Metodologia de Intervenção

O trabalho visa a reeducação através de métodos de distanciamento das situações indutoras ao consumo de drogas licitas e ilícitas.
Nosso trabalho utiliza um modelo psicossocial, e com isso, o indivíduo desempenha o papel de agente ativo; e a interação droga-usuário é o alvo da observação.

Entretanto, é aceitável deste ponto de vista, que o uso da droga é um comportamento que persiste enquanto desempenhar uma função para o indivíduo. O contexto é concebido em termos da influência sobre o usuário, das atitudes e condutas de familiares, amigos, grupos, ou da sociedade.

Para atingir os objetivos propostos, trabalhamos com a metodologia de oficinas em Grupos.

Oficinas reflexivas: enfocam as habilidades pessoais e sociais, através de técnicas que possibilitem ao sujeito refletir sobre sua identidade, seu percurso pessoal e social, sua auto-estima, seus conflitos e medos, suas possibilidades. Repensar sua vida, através de momentos de reflexão e vivência de suas questões subjetivas e psicossociais, torna-se fundamental para a construção do projeto de vida.

Oficinas de trabalho: Este é o momento da construção de habilidades técnicas que, no caso em questão, se dá através da aprendizagem e confecção de artesanatos, e atividades lúdicas, uma vez que as Obras Sociais Dionísio Vilas Boas vem desenvolvendo trabalhos com dependentes de substancias psicoativas: (alcoólatras e dependentes químicos, entre outros), A instrumentalização de uma técnica específica contribui para a inserção do sujeito, ainda que esta não seja a atividade ideal ou aquela com a qual ele trabalhará posteriormente.

Oficinas de "gestão": Possibilita ao sujeito aprender a organizar a sua vida, em seus aspectos pessoais, profissionais e econômicos. Questões relacionadas à orientação profissional, economia doméstica, controle orçamentário, documentação pessoal, confecção de currículo, entre outras, são enfocadas nestas oficinas.


RESULTADOS ESPERADOS POR METAS:

> Um prédio com ambientes que transmitam paz, bem estar, acomodações acolhedoras e um ambiente com qualidade.

> Disponibilizar uma estrutura física capaz de oferecer um ambiente familiar. E disponibilizar os recursos humanos necessário para o atendimentos do assistido visando o bem estar de cada assistido

> Disponibilizar um ambiente para 30 assistidos

> A expectativa é que o dependente de drogas se torne uma pessoa livre através da mudança de seu estilo de vida, desenvolvendo-se nas diversas dimensões do ser humano e tornando-se um ser autônomo, capaz de realizar um projeto de vida construtivo, estando bem consigo e com os outros, sem a “ajuda” das drogas.

> Maior ocupação da mente dos assistidos desenvolvendo  o sujeito no resgate de sua dignidade em todas as áreas: física, mental, espiritual, social, familiar e profissional





Este post é uma apresentação do projeto 
REABILITAÇÃO ESPERANÇA, 
que faz parte do projeto 
BLOG SOCIAL: POR UMA BLOGOSFERA MAIS HUMANITÁRIA


Postar um comentário

Obrigada pela visita! Volte sempre!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Entre para o nosso Clube!

 
Clube do cabelo e cia © 2013. All Rights Reserved. Powered by Blogger
Top