ÓLEO MINERAL NOS CABELOS: "MAKE UP" OU TRATAMENTO? | Clube do cabelo e cia



















Oi pessoal!

Existe uma polêmica muito grande em cima da utilização de óleo mineral em produtos capilares... afinal, eles fazem mal ou não, para os cabelos?

O óleo mineral é muito utilizado pela indústria cosmética, devido possuir um custo bem baixo, comparado aos óleos vegetais. Claro, pois produtos à base de óleos vegetais possuem concentração de ativos que realmente tratam, ao contrário do óleo mineral, que só serve como "veículo" desses ativos.

É fato que o óleo mineral "gruda" nos fios capilares, e também não é solúvel em água. Portanto, só um "detergente" (shampoo/sulfatos) consegue retirá-lo dos fios. E por isso as máscaras que levam óleo mineral, tendem a dar um certo "peso" aos cabelos.

Bem, levando em consideração que os Sulfatos contidos em shampoos, são prejudiciais a longo prazo, por danificarem os fios, e que o óleo mineral só sai com sulfato, entramos aí num "ciclo vicioso"... o sulfato "estraga",e o óleo mineral "encapa"... ou seja, não existe um tratamento, e sim uma "maquiagem".

É claro que devemos levar em consideração, a quantidade de concentração de ativos que existem na composição, pois se ela for alta, os fios serão mais beneficiados pelos ativos, do que prejudicados pelo óleo mineral. E produtos com alta concentração de ativos tendem a ser mais caros, "óbévéu"!  Portanto, não adianta querer pagar barato, e achar que um produto com óleo mineral vai solucionar os problemas dos seus cabelitchos.

Aliás, ainda não entendo (ou finjo que não entendo..rs), por quê algumas empresas profissionais, persistem em utilizar óleo mineral em seus produtos, já que cobram caro pelos mesmos.

E não é por falta de opção não... algumas empresas já utilizam o Olus Oil, que é um óleo vegetal obtido de fonte renovável, que não agride os cabelos nem o meio ambiente, e ainda age como emoliente dando maciez e brilho aos cabelos... então, a pergunta que não quer calar: Se essas empresas conseguem fazer produtos sem óleo mineral, porque as outras empresas também não "podem"?
Fala sério...pagar barato por um produto com óleo mineral, tudo bem... mas pagar o olho da cara numa máscara com petrolato? (oi??)

Há quem defenda veemente o uso do óleo mineral nos cabelos, dizendo que não faz mal algum. Ok, ele pode até não trazer grandes malefícios, mas também não traz benefícios...

Agora, vamos filosofar...  

1- Uma coisa que eu sempre questiono... se o óleo mineral fosse realmente bom para os cabelos, por que algumas empresas "camuflariam" seu nome nos rótulos das composições, utilizando sinônimos como:

Parafina líquida ( Liquidum Paraffinum), 
Petrolato (Petrolatum,), 
Petróleo Liquefeito, 
Óleo de parafina"?
 Huuuummmm... sou desconfiada "mexxxxxmo"!!!

2- Dizem que o óleo mineral é hipoalergênico, mas já vi muitos bebês não poderem utilizá-lo pela irritação na pele que o óleo mineral lhes causa.

3- Óleo mineral não é um ótimo hidratante para os cabelos, como se ouve dizer por aí... muito pelo contrário, com o seu uso contínuo, e se não for retirado dos fios completamente, ele impedirá (bloqueará) os fios de receber água, o que vai acabar deixando-os mais ressecados.

4- E afinal...Por quê usar uma coisa que não faz mal e também não faz bem?  (Só Freud explica...rsrsr)

Quero deixar bem claro aqui, que não estou fazendo campanha pra vocês deixarem de usar isso ou aquilo... estou apenas expondo minha opinião sobre determinado assunto... afinal, esse não é um dos propósitos de um blog?

É claro que existem produtos que eu adoro, e que contém óleo mineral... e aí? Aí que eu pretendo me desapegar deles, pela saúde dos meus cabelitchos...e isso é fácil? Não, não é. Mas acredito que nada seja "insubstituível", e a vontade do ser humano é maior que qualquer apêgo. E tuda na vida é feito de escolhas, não é mesmo?

E para o bem de todos, e felicidade geral dos cabelitchos, resolvi fazer uma lista de máscaras que NÃO CONTÉM petrolatos, a quem interessar possa...

Algumas máscaras que Não contém óleo mineral:
1- Hidratação
2- Nutrição
3 - Reconstrução


Abelha Rainha 
-Nutri intense - [2]


 Acquaflora 
- antioxidante 1

Amazônia Natural
-Cupuaçu - [1]
-Guarana - [1]

Amend  
- Anti-Age - [3]
- Tratamento Descoloridos / Mechas - [1]
- Tratamento da cor e intensificador de brilho
- Discipline Liss -
- Eco therapy - [2]
- Termoprotect

Alta moda
- Maschera Karitex semi di lino - [2]
- Alta moda é... (azul, verde, laranja)

Alfaparf
-  Rigen - 2

Aquamundi 
-Vangard Hidro Nutritiva -

Aspas 
- Sumos naturais com queratina - [3]

Avlon 
-Keracare Super Reconstructor - [3]

Bioderm 
- Oroargan -N

Careliss
-mel e castanha do pará - [2]
-jaborandi e babosa - [1]

Clinihair 
- Controle de queda 1,2

Crescenew 
- Restaurador instantâneo - [3]

Devacurl 
- Heaven in hair

Elsève -(algumas fórmulas já foram modificadas, e as mais novas já estão vindo com óleo mineral...portanto, leiam a composição)
-Reparação Total 5 - [3]
-Liss Intense Extreme - [2]
-Hidra Max - [1]
-Hidra Max colágeno- [3]
-Solar-
-Colorvive-
-Anti quebra-
-Volume Control-
-Nutri gloss-

Garnier  (algumas fórmulas já foram modificadas, portanto, fiquem atentos à composição)
-Hidra Cachos - [1]
-Noturno
-Quimi- resist -
-Hidra-liss
-Programa de Regeneração/Revitalização Capilar - [2]

Gota dourada- linha gota herbal spa 
-vinho - [1]
-babosa - [1]

Griffus  
Máscara de 1 kg as versões
- Tutano e karite - [2]
- Lanolina - [1]
- Morango - [1]
- Chocolate - [1]
- Coquetel de Frutas - [1]
- Queratina - [3]
- Leite de Cabra- [2]
- Mandioca (linha premiun, embalagem 500g) - [1]

 Head and Shoulders 1

Haskell 
- Máscara de Hidratação Leite e Mel  - [2]

Hair Cream - Struttura 

Hidran - Star Hair 
-REESTRUTURADOR NUTRI-INTENSE - [3]

Jessicurl
-Too Shea
-Weekly Deep Conditioning Treatment

Joico 
-Máscara Intense Hydrator (linha K-Pak)

Lacan 
- Definit Hair - [3]

L'anza
-Moisture Treatment
-Reconstructor - [3]

L'officer
- Macadâmia
- Jaborandi
- Revigorante

L’oreal Professional
Vitamino Color
Absolut Hair Repair - [3]
Shine Curl
Intense Repair
Age Desinforce

Mahogany 
- KARITÉ - [2]
- Extra Vitality
- Condicionadora Reestruturante Texture.K - [3]

Matrix 
-Máscaras Biolage –
-Hydrathérapie
-Colorcarethérapie
-Fortethérapie
-Relaxima
-Relaxima Care
-Opti Smoth Care

Max Capi
- REESTRUTURADOR CAPILAR - [3]

Metamorfose 
- SOS cabelos crespos

MISS ANNE
- Karité - [2]
- jaborandi - [1]
- germen de trigo - [3]
- henna com colágeno - [3]
- henna com rosa mosqueta

Natura 
- Ekos Cacau - [2]

PPE
-Revitalizing
-Monoi Treatment
-Collagen Hair Treatment - [3]

O Boticário-
nativa SPA Amora + Sandalo

Paul Mitchell 
-Instant Moisture Daily Treatment
-Super Strong Treatment
-Super Charged Moisturizer
-Tea Tree Hair & Scalp Treatment

Phytoervas 
- Máscara com aminoácidos da seda - [2]

Rayervas 
- Cenouraba

Redken
-Smooth Down - Butter Treat
-Real Control Intense Renewal
-Water Rush
-Color Extend Rich Defender
-Color Extend Sun After Sun
-Time Reset Youth Revitalize

Salvatore
- Angelux
- Bioplants
- Reconstrutor

Schwarzkopf
-Gliss Hair Repair Reparación Total - [3]
-Tratamento ultra-rápido Repair Rescue Bonacure – em sachês.- [3]

Secrets Professional - cabelos cacheados

Surya
 - Canela & Cupuaçu - [1]
- Maracujá & Copaíba  - [1]
- Laranja & Andiroba - [1]
- todas da linha Amazônia Preciosa

Tânagra 
- Querapower Antiage 1

The Body Shop
- Rainforest Moisture Hair Butter

Tricofort  POTE 1 KG -
-queratina - [3]
-leite de cabra - [2]
-frutas - [1]
-manteiga de karité - [1]
-ceramidas - [2]

Vita Derm 
- Hidratante de Trigo - [3]
- Murumuru
- Argan

Vult - todas

X MEX - DE QUIABO  - [1]

Waii 
-Monoi
- Neem
-Noni
 
Yamá 
-Yamasterol, amarelo ou branco - [1]

Kérastase 
Age Recharge - [3]
Masquintense com Gluco Active
Oleo Relax
Chroma Riche
Oléo-Curl Nutri-Huile + curl-protect

Kanechown (algumas fórmulas já foram modificadas, portanto, fiquem atentos à composição)
- açaí - [1]
- vinho - [1]
- gloss - [1]
- loiros - [1]
- camomila - [1]
- chocolate - [1]
- chocolate mix - [1]
- verao - [1]
- vermelhos intenso - [1]
- castanhos - [1]
- cupuaçu - [1]
- mix fruit citrus - [1]
- pêssego - [1]
- figo - [1]
- açaí - [1
- Andiroba - [1]
-abacate - [1]

Keune- Care Line Intensive Hair Repair

Secrets Prefessional
-Cabelos Cacheados



Indico aqui  um outro post sobre esse assunto, da minha amiga Carol.

E aqui, um post da minha amiga Sônia, dando várias dicas do que fazer com o óleo mineral!


Bom, máscara sem óleo mineral é o que não falta....agora, a escolha é nossa né?



Atualização em junho/2013:
 Por conta de suas propriedades emolientes, os óleos minerais estão presentes em grande parte dos cosméticos. Entretanto, estudos do Departamento de Epidemiologia da Escola de Saúde Pública de Los Angeles revelam que o composto 1,4-dioxano pode estar relacionado a cânceres de pulmão, esôfago, estômago, linfoma e leucemia. Nos rótulos ele aparece como paraffin oil ou mineral oil.













Postar um comentário

  1. Post Perfeitoooooooooooooooooooooooo ameiiiiii com todas as minhas forças haushahusuahsauhs.

    ResponderExcluir
  2. A hidratação intensiva da Acquaflora tem isoparaffin. que, se não me engano, tabém é da família dos petrolatos, só que mais refinado. E as máscaras da Elseve, depois que a Loreal mudou as fórmulas, algumas tão vindo com óleo mineral Tem que olhar a composição, pra ver se é a antiga ou a nova. Ótimo post, Érica! Parabéns!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada minha querida!
      Já atualizei e tirei essa da acquaflora. Eu tinha visto num blog que não tinha...bom vc ter me avisado!!
      Sim, é sempre bom ficar de olho na composição!
      bjão

      Excluir
  3. Meu anjo, olha a tia aqui rs.


    Minha querida bom post, ah se conseguíssemos lançar uma campanha para essas empresas deixarem de usar óleo mineral, seria bom hein, ele precisam acordar e saber que nos consumidores estamos mais atentos, não é qualquer produto que nos satisfaz, pode até ser bom por fora,deixar mega brilhoso e tal, mas não trata. Estamos aprendendo a ler e entender os rótulos. É difícil largar mesmo rs. Eu tento usar menos, ir diminuindo aos poucos, até conseguir ficar livre. Pros cachos essa substancia com o tempo deixa pesado mesmo, com uma definição chata rs

    Ótimo post esse é bom eu divulgo rs.

    Olha amor, essa é a antiga lista da comunidade Low no poo no orkut que eu e mais algumas meninas sempre atualizávamos,só que esses kanechons e elseves e garnier tem novas embalagens e algumas tem parafina :( eram tão boas todas sem, não sei o que deu neles . Ai se vc quiser deixar um aviso pra olharem os rótulos, pode ser bom. Atualizamos agora nos arquivos dos grupos do face viu. Bjoooooos xuxu muito bom o post nara não deixa recado, ela faz um post hahahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi minha querida, obrigada por avisar! Vou colocar um aviso, sim!

      "nara não deixa recado, ela faz um post" kkkkkkkkkkkkkkkkkkk rolei de rir!!!
      vc é uma fofa!!

      E seria realmente ótimo, se conseguíssemos fazer uma campanha, né? Se reuníssemos umas 100 blogueiras, hein..que tal? hehhe seria show!!

      bjks lindona!

      Excluir
  4. Ameeei esse posto!
    Revirei a internet toda procurando lista de máscaras que não tivessem óleo e nunca achava!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thais!!
      Que bom, amore!!! Agora então, já dá pra escolher melhor né?
      bjão

      Excluir
  5. Erika sempre arrasando nos posts! Não sabia que existia diferença de Glicerina bi-destilada, pra vegetal. Sou meio desligado dessas coisas, até porque não tenho tanto costume de pegar um produto na farmácia/loja/supermercado pra ler os componentes, porque um dia levei uma bronca da vendedora, kkk. Gente (?) Eu só queria saber se o que eu ia comprar ia valer a pena mesmo. Enfim, voltando ao assunto. Já usei glicerina bi-destilada tanto adicionada em mascaras de hidratação para o cabelo, quanto para o corpo.
    Sempre tento guardar o máximo de informações possíveis, qualquer coisa volto a ler o post, haha!
    Adorei d e m a i s, beidjos (:
    http://docemetafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi queridoooo!! Que bom que curtiu! ;)
      É, eu tbm achava que a bi-destilada era a mesma que a vegetal... e ó, não tem essa de vendedora te dar bronca não... como assim? que folga a dela!! Da próxima vez,chame o gerente, vc está no seu direito de consumidor!!
      Bjão meu lindo!!

      Excluir
  6. Adorei o post, super informativo! Eu venho tentando evitar de usar produtos com petrolatos, mas é bem difícil, ainda mais pra quem compra na internet como eu...O jeito é sempre pesquisar e ver resenhas antes de comprar...
    Bjos :***

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Náh! É difícil mesmo...mas aos poucos a gente chega lá! ;)
      Eu tbm procuro sempre ver resenhas antes das compras, principalmente se for pela net!
      bjks

      Excluir
  7. Olá lindona,
    Super amei as dicas não conhecia nenhum deles, já fiquei louquinha pra testa-los.
    Beijokas

    Blog: http://facamebonita.blogspot.com.br/
    FanPage: http://www.facebook.com/FacameBonita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Adriana!
      Que bom que gostou!
      Com certeza, vc verá diferença nos seus cabelos ao longo do tempo!
      bjks

      Excluir
  8. Esclarecedor esse post. Érica! Estive em uma loja de cosméticos, a maioria das máscaras que vi tinham em sua composição óleo mineral. No blog tenho um post sobre óleo mineral que fiz há algum tempo, fiz um link dessa postagem com a minha. Tudo bem Erika?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sô,tudo bem linda, claro!! Aproveitei e linkei seu post aqui também...hehe ;) achei ótimo!
      bjão

      Excluir
  9. Erika, adorei esse post! Muito explicativo! Adorei as dicas de máscaras! Muito bom mesmo, agora saberei qual comprar sem óleo mineral! Adorie! bjooo

    www.vivaverdevivabem.blogspot.com

    Posts recentes:
    Bolo de laranja com mousse de limão
    Pão de minuto com castanha do pará e passas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Ci!
      E tem muito mais do que essas aí...aos poucos vou atualizando..
      bjks

      Excluir
  10. Pois é amiga, eu não concordo, porque shampoo com sulfato não é só detergente, eles temabém tem ativos que repõe o que a própria limpeza retira, sendo assim, mesmo que o óleo mineral "impregne" a maneira que fala o shampoo faria sua limpeza repondo os nutrientes necessários a essa lavagem e daí o tratamento continua no condicionador.

    Não são muitas mascaras que levam óleo mineral na fórmula, foram poucas que testei e adorei o peso, não senti maleficios no fio depois.

    Agora, já dei embora óleo de argan com óleo mineral porque uma gotinha de nada ensebava meu cabelo e esse não saia mais. Portanto acho a concentração minima de óleo mineral para acarretar tantos problemas quando o assunto é mascara capilar.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lu, é exatamente o que eu falei...é um ciclo vicioso. Mas mesmo que algumas marcas (não é a maioria) tenha ativos, pode ver que o sulfato é um dos primeiros na composição, ou seja, a quantidade de sulfato é bem maior que a dos ativos.

      Contudo, é fato que o óleo mineral não traz benefícios para os fios... mas como diz o velho jargão conhecido "cada cabelo uma sentença", é claro que cada cabelo vai reagir de uma maneira diferente...
      Eu por exemplo, vejo uma enorme diferença, qdo uso máscaras sem óleo mineral e shampoos sem sulfatos... mas cada um é cada um né...

      Mas cabelos á parte, por trás disso está uma "máfia" (igualzinha aos laboratórios de medicamentos), que só querem lucrar, e não estão preocupadas em tratar realmente... a "maquiagem" pra eles é uma enorme fonte de lucro...

      Há muita coisa envolvida por trás disso tudo, e nós consumidores vamos sendo "levados" pela mídia a acreditar no que eles querem...

      Sou revoltada "merrrrrrrrrrrmo" kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      bjão

      Excluir
  11. Esqueci de falar... acredito no conceito das encaracoladas de não usarem esses ativos, elas sim podem segurar muito mais produto "caso impregne" e se não usam shampoo com sulfato por "n" motivos então pra elas realmente não seria legal.

    Até porque o cabelo encaracolado precisa ser tratado de forma totalmente diferente que um cabelo liso tendo ele toda estrutura diferenciada e exigindo mais hidratações pela própria secura do fio.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nisso eu já discordo de vc, acho que ativos naturais fazem bem para qualquer tipo de cabelo, e que o óleo mineral é ruim pra qq tipo tbm... mas respeito sua opinião.
      bjão

      Excluir
  12. Perfeito xará.. amo esse óleo de coco, não largo mais por nada bjus
    www.erikakikasouza.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amo todos os óleos vegetais!
      Não tem nada melhor que produto natural, né xará?
      bjks

      Excluir
  13. Muito esclarecedor o post, adorei!
    Muito legal tbm você se preocupar de colocar a lista de máscaras.
    Beijão.

    blog: www.rotinadeboneca.com.br
    fan page: www.facebook.com/RotinaDeBoneca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi bonequinha!
      Legal que gostou!
      Se souber de mais máscaras sem OM e quiser acrescentar aqui, fique à vontade... aos poucos vou atualizando a lista...
      bjks

      Excluir
  14. Erikaaaa, que saudade!!! Obrigada pela indicação e parabéns pelo post! Esse assunto óleo mineral sempre é polêmico né?! Mesmo não tendo nada contra o óleo mineral também procuro mais máscaras que não contenham. Pra mim isso mostra o compromisso com o consumidor de usar uma matéria prima melhor né....Beijos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carolzinhaaa!! Saudade de vc tbm!!!
      Sim, tbm penso como vc... procurar passar sempre o mais saudável!
      bjão!!

      Excluir
  15. Eu sou adepta do Low Poo e bani completamente o óleo mineral da minha dieta capilar.
    Mas devo dizer que o óleo mineral é cercado por muitos mitos. É dito que o óleo mineral é maquiagem para os fios, mas os óleos vegetais também são. No final, qualquer "tratamento capilar" é maquiagem. Porque os ativos não se fixam nos fios e ficam neles para sempre. Geralmente saem na próxima lavagem.
    Hipoalergênico significa que tem um menor risco de causar irritações. E realmente tem, ele é de alta tolerabilidade.
    E a glicerina bidestilada não é um petrolato. Inclusive está presente em todos os óleos e gorduras de origem animal e vegetal(ligada a ácidos graxos, não "pura" como nós compramos na drogaria.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ellen, td bem?
      Sinceramente, eu sou mais adepta do empirismo do que de conceitos. Eu costumo vivenciar e ter a minha própria experiência sobre as coisas, independentemente do que falem delas.
      Eu discordo de vc, que óleos vegetais são maquiagem.
      Pois a minha experiência com eles é prova disso (pra mim, claro!). Mas claro também, que cada cabelo é único, e pode reagir diferentemente,para um mesmo tipo de tratamento.

      Sim, claro que os ativos não ficam pra sempre nos fios, senão não precisaríamos estar sempre tratando dos cabelos... cabelo é uma parte do corpo que deve ser tratado constantemente, assim como os dentes, a pele, as unhas, etc. nenhum cuidado com o corpo é eterno... se fosse assim, a gente tbm não precisava se alimentar todos os dias né? e com os cabelos não é diferente...

      Qto à glicerina bi-destilada, vc tem razão, não é petrolato, ela é de origem animal. me enganei em colocar petrolato e vou consertar a postagem...obrigada por avisar!

      bjão

      Excluir
    2. Desculpe. Estou um pouco atrasada Erika.

      Como disse no começo da minha resposta anterior, não uso mais qualquer produto com óleo mineral ou petrolatum. Mas não expliquei o porquê(deveria tê-lo feito).
      Assim como você, quando comecei a deixar de usar os produtos que continham esses dois(e os silicones tb), percebi que meus fios ficavam mais saudáveis com menos esforço. Enquanto usando produtos comuns a hidratação do cabelo durava praticamente sempre até o dia seguinte(e olha que eu investia em produtos), fazendo low poo e tirando tudo isso da minha dieta capilar passei a ter de 3 à 4 dias de brilho, hidratação e maciez usando elseves(infelizmente tudo que a marca tinha de bom SAIU DE LINHA E VOLTOU REPAGINADA COM ÓLEO MINERAL) e Miss Annes da vida.(Isso tudo no cabelo virgem)
      E é obvio que existem diferenças gritantes entre o uso do óleo mineral e de óleos vegetais. Falando de um modo grosseiro, o primeiro é “estéril” e não tem nada a mais, já o segundo contém uma série de nutrientes que ajudam a manter os nossos cabelos mais bonitos.
      Oque eu quis dizer quanto ao óleo mineral, é que vem ocorrendo praticamente uma caça as bruxas a um ativo que não causa mal real ao cabelo até onde se sabe, e com o qual muita gente se dá bem.

      Não estou falando especificamente do seu post, mas de muitas coisas que já venho lendo faz anos na web.

      Abraços!

      Excluir
    3. Sim amore, entendi. E foi justamente o que eu coloquei no post... se ele é um produto que não faz mal, mas tbm não faz bem, então não vejo motivo pra usá-lo... é indiferente! Porém, serei sempre mais á favor dos ativos mais naturais. Pois prefiro produtos que façam realmente algo de bom.

      Mas sabe o que me revolta mais??? É as empresas cobrarem caro por produtos com óleo mineral!! É isso que eu fico P da vida! Por isso é que seria bom mesmo essa "caça às bruxas", pra ver se eles se tocam, e colocam ativos de qualidade pra justificar o preço alto dos produtos. Entende onde quero chegar? Usar ou não usar OM, é uma questão de opção, e cada um sabe o que é melhor pra si...
      Mas "explorar" o povo com preços absurdos utilizando ativos baratos é que é o grande problema dessa questão!

      Acho que agora expliquei melhor ...rs

      bjão, e obrigada por compartilhar suas experiências conosco!

      Excluir
  16. Esse tema sempre é polêmico e nunca se esgota, não é?

    Entendi o que Ellen quis dizer, no final, os óleos, mesmo minerais ou vegetais são tratamentos superficiais, que agem apenas na parte externa do fio, mas aí vem a parte que discordo: acho que os vegetais eles realmente garantem um resultado mais prolongado enquanto o óleo mineral funcional como uma "capa". Discordo da Lucy, pois acho que vc está certa no texto do post, são muitas as máscaras que possuem o óleo mineral e deus nomes derivados, inclusive com outras denominações que desconhecemos.

    Acho que em cada fio o resultado será diferente, e acho que o conceito das encaracoladas é perfeito para a realidade delas.

    Quanto ao fato do shampoo com sulfato "limpar" os fios do óleo mineral, concordo sim. Ok, e qual a minha opinião?

    Acho que cada uma sabe o que deve investir e até aonde vai usar ou não o óleo mineral. Não acho que se deve deixar de usar um produto que dá super certo no cabelo, apenas porque ele contém parafina, é só intercalar na rotina. Eu acho legal avaliar: um produto super caro com óleo mineral? eu, pessoalmente, não compro, pq acho que nesse caso é preguiça da empresa de investir em substâncias mais nobres. Mas não vamos exigir muito de produtos mais baratinhos, que sabemos que vão até certo ponto no tratamento. Vai muito de cada necessidade capilar. Em cabelos virgens, acho que a pessoa nem nota tanta diferença. É algo altamente pessoal, mas acho, de verdade, que as empresas poderiam ser mais criativas em substituir o óleo mineral por outros ingredientes, enriquecendo a fórmula.

    No final, como eu disse, esse debate nunca se esgota e eu chego a conclusão: viva a diferença. rs.

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. \0/ \0/ \0/ êeeeeeeeeeeeeee elaaaa voltooooouuu!!!
      Nilhocaaaa!! Como sempre, esse seu dom verbalístico arrasando na blogosfera!! heheh
      Concordadíssimo!!
      Eu não tô aqui pra fazer a cabeça de ninguém contra nada. Acho que cada um sabe o melhor pra si, e por isso eu sou à favor da própria experiência!
      tbm acho um absurdo produtos caros com óleo mineral!! E é isso que me revolta mais!
      E um viva novamente pra diferença, e pra liberdade de expressão \0/
      Bjãoooo

      Excluir
    2. ó sua boba!!! kkkkkkkkkkkkk mas é verdade, não é convencimento é experiência...assim, esqueci até de comentar que na minha própria experiência (e sem levantar bandeira nenhuma) noto que o óleo mineral acumula, ainda mais se estamos falando de máscaras, leave ins e tantas coisas, até shampoo já vi com ele. Aí aboli da minha vida capilar o óleo mineral, mas saiba q é difícil demais. Imagina que fui surpreendida com um shampoo creme da Bocacure q tem o maldito, foi brinde, usarei pq odeio desperdício, mas claro que não comprarei mais essa versão.

      Mas uma coisa q evito com toda a força do meu coração de melão é o óleo mineral no leave in, pq ele vc não enxágua, ele permanece ali, no seu cabelo, que vai ser exposto ao sol e demais agressões, aí prefiro algo mais eficiente mesmo.

      Por isso sugiro, ei, pq não começar evitando apenas no leave in??? bjos meninas!

      Excluir
    3. Nilha, ótima sugestão!!! curti!! =D
      Afinal, leave-in com óleo mineral, ninguém merece!!!
      bjks

      Excluir
  17. O óleo mineral só forma uma "capa" nos fios se for usado frequentemente a longo prazo, pois os resíduos vão se acumulando e forma uma barreira na superfície do fio, dificultando a penetração de outros tratamentos. Mas, se uma máscara que contenha o óleo mineral for usada apenas 1x por semana, o fio não corre o risco de ser encapado, mas caso contrário, apenas o shampoo com sulfato é capaz de removê-lo. E segundo uma química, o shampoo sem sulfato consegue eliminar o "primeiro uso" do óleo mineral no cabelo, sem dificuldades.

    O que torna o cabelo pesado é o uso frequente de produtos com o ingrediente.

    Bem, acho que, para formamos uma opinião própria, não basta ler os pós e os contras, mas estudar o ingrediente, a química dele, etc etc. Não são todas as químicas que pensam da mesma maneira, cada uma formou sua opinião por meio de estudos.

    Para mim, o óleo mineral apenas retem a hidratação por mais tempo, porém não trata o cabelo.

    Acho que se o produto tiver ingredientes como manteiga de karité, óleos e proteínas associadas ao óleo mineral, vale a pena investir.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Sim, eu penso que o óleo mineral não fede nem cheira... e por isso é que acho um absurdo, empresas de marca que cobram o olho da cara por uma máscara, colocarem óleo mineral na composição.É isso que me revolta. Pq se é pra pagar caro, que paguemos por um produto de qualidade, que realmente contenha ativos que tratem de verdade, e não apenas façam uma maquiagem.
      E se o produto já tiver manteigas e óleos, pra quê colocar o óleo mineral? Eu me recuso a comprar um produto assim...
      bjão

      Excluir
  18. Que legal !! Tenho aprendido muito nesse Blog....Pois é Erika, temos muita coisa em comum mesmo!...Sou carioca, branquela,vegetariana, já pratiquei Yoga.... E ando revoooorrrrtada também !!! Agora além de produtos sem óleo mineral decidi só usar produtos "cruelty free" até por uma questão de coerência, já que faz muitos anos que sou vegetariana.
    Mas então a pergunta que não quer calar é (AFF são muitas rs..rs..rs..) Antes da TRÉSemme ser comercializada no Brasil, lembro de ter comprado em Buenos Aires e achava ótimo...Eu comprei um creme de hidratação profunda e meu cabelo não gostou...ficou bem ruim mesmo depois é que vi que o meu cabelo não gosta mesmo de óleo mineral e afins e como a UNILEVER testa produtos em animais é com uma enorme satisafação que não uso mais a tal da TRESemme...Mas será que a formula é a mesma aqui, em Londres ou em BuenosAires?Mas o que me irrita nessa história toda é eles colocarem um produto que vai fazer com que a gente necessite de cada vez mais produtos pra tratar do estrago e mais ainda de ver muitos produtos que são vendido no Brasil com uma "formula qualquer coisa" afinal um país que já colocou farinha de trigo em anticoncepcional e antibióticos...e tudo sempre acaba em pizza!! Pronto desabafei :( Vc sabe se a alemã Schwarzkopf testa em animais? um grande beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Leilinha,
      Pois é... acho que não deve ser a mesma fórmula que aqui não. Mas sei q a Tressemé daqui tem silicone e petrolato. É muito revoltante mesmo, tanto a indústria cosmética como a farmacêutica é td farinha do mesmo saco. Só querem lucrar, mais nada!!
      Olha, eu adoro Schwarzkopf. Já procurei sobre isso, mas nunca achei nada. Espero que não façam, pq senão terei q parar de usar a tinta Igora que eu adoro :( mas se tiver q parar eu paro, pq será por uma boa causa.
      Se souber de algo, me avise please!
      bjãooooo

      Excluir
  19. bom dia, infelizmente venho trazer uma má notícia:

    Schwarzkopf Professional Brasil - 28/10/2013

    Olá Flávia, desde 1989, a Henkel não realiza testes em animais para produtos cosméticos acabados. A proibição oficial legal foi introduzida na União Européia apenas em 2004. Nós gostaríamos muito de poder evitar testes em animais hoje. Mas nossos produtos precisam ser seguros. Sempre que possível, demonstramos a segurança de nossos ingredientes cosméticos através de dados já existentes ou através de métodos de testes alternativos aceitos, assim evitando testes em animais.

    Contudo, somos obrigados a utilizar métodos aprovados pelas leis. Por esse motivo, hoje, infelizmente ainda não é possível evitar completamente os testes em animais. Isso só pode ser eliminado quando métodos alternativos reconhecidos estejam disponíveis para todas as categorias de testes em animais.

    Estamos, portanto, por muitos anos engajados em uma variedade de diferentes meios de desenvolver tais métodos e tê-los reconhecidos. Nosso próprio sucesso nessa área e nosso envolvimento na Parceria Européia para Abordagens Alternativas para Testes em Animais, junto com a Comissão EU, são apenas alguns exemplos disso.

    Como parte da nossa política corporativa geral, nós abertamente comunicamos nosso ponto de vista de que nenhum produto cosmético pode ser verdadeiramente denominado inteiramente livre de testes em animais, pois cada ingrediente usado em cosméticos foi testado em animais, ao menos uma vez no passado. Acreditamos que datas-limite ou afirmações como “não testado em animais” não correspondam aos fatos, e que tais afirmações não transmitem informação verossímil ao consumidor.

    Para a Henkel, o objetivo de substituir testes em animais por métodos de teste alternativos é de suma importância. O objetivo é de reduzir o número de testes em animais ainda mais e por fim, bani-los completamente, inclusive em áreas onde eles ainda são solicitados pelas leis hoje. Você pode encontrar maiores informações a respeito desse assunto em nosso “site”:

    http://www.henkel.com/...

    Developing Alternatives to Animal Testing - Henkel
    www.henkel.com
    Henkel only performs animal testing if legal regulations so provide and no accepted alternative test methods are available for obtaining the required data.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Flavia!

      A henkel = schwarzkopf pelo que entendi?
      Puxa, triste notícia!! Gostava tanto desta marca...Não usarei mais... :(
      obrigada pela informação!
      bjkss

      Excluir
  20. sim amiga, infelizmente... eu tbm deixarei de usar o meu querido sealed ends, assim que acabar, pois eu tenho alguns em estoque...

    amiga, que pasta de dentes vc usa? tenho dificuldades de achar...

    se vc precisar da indicação de algum produto, me fala, que tenho uma lista bem grande. bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI amore, pois é... triste mesmo!
      pode deixar q se tiver dúvida te pergunto... thanks!
      Eu uso a pasta dental de argila branca que dei a receita aqui no blog. Tá em "Tratamentos naturais - Receitas"
      bjão

      Excluir
  21. Ai que tristeee esse oleo mineral...nenhum que eu uso tá ai..mega triste, salvar essa lista

    ResponderExcluir
  22. AMEEEEEEI!
    Eu estava super precisando de uma listinha MÁGICA como essa!
    <3
    IN LOVE!
    Obrigada mil
    Erika
    Com carinho,
    Priscilla Lacerda
    pri@prilacerda.com

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Volte sempre!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Entre para o nosso Clube!

 
Clube do cabelo e cia © 2013. All Rights Reserved. Powered by Blogger
Top