CRUELTY FREE: SERÁ QUE O BRASIL CHEGA LÁ? | Clube do cabelo e cia



Olá Pessoal!

Aproveitando o gancho da Érika no post "Vaidade: Até onde ela te leva?" vamos falar um pouco mais sobre esse assunto? Nunca é demais!

Vamos inaugurando, dessa forma, o espaço Blogosfera Legal! - falando de leis, sem ser enjoativo! 
Será que consigo? Vem comigo!

O assunto “testes em animais” sempre gera polêmicas, mas uma coisa acredito que todos concordem:
 É cruel!!
Ok., você pode achar necessário, seguro para o uso dos produtos, seja qual for o seu argumento, mas todos vamos concordar: É um ato de crueldade submeter qualquer espécie a qualquer forma de teste, violando a sua integridade física. 
E se o ser humano preserva tanto a sua integridade física, por que isso não pode ser estendido às demais espécies? Não seria um desdobramento lógico?

Acredito que na Europa, concordem comigo! Pois a União Européia, em março/2013  promulgou uma lei que proíbe os testes em animais, inclusive na indústria cosmética. Sim, é um grande avanço e todos os que lutam para que esses testes acabem comemoraram.


Mas, e no Brasil??

No Brasil, os animais estão elencados no conceito de meio-ambiente. E existem leis que tratam da proteção ao meio-ambiente, desde a Constituição Federal de 1988 até o Código Florestal e demais leis protetivas que tratam de unidades de conservação, licenciamento ambiental e recursos hídricos. Mas não há nada específico em se tratando de animais, principalmente no que toca os testes em laboratório. Há a previsão de maus-tratos a animais domésticos e também proteção a animais silvestres e seu comércio, mas não se trata de testes em animais e por isso, aqui no Brasil ainda é uma alternativa permitida, inclusive pela Anvisa.

Sim, mas e aí, aonde vamos chegar?

O fato é que essa lei europeia está sendo motivo de pressão aqui no Brasil, para que cessem os testes em animais. Inclusive, há um projeto de lei no Congresso que trata sobre o assunto e quem o apoia, acredita que com esse movimento, a discussão tome força.

A evolução científica permite, inclusive, alternativas para que os testes sejam feitos até mesmo de forma mais eficaz, sem que seja necessário usar animais. Até porque, um dos argumentos dos defensores do fim dos testes em animais conseguiu me convencer, admito: realmente é 100% garantido que algo que não fez mal a um coelho não fará mal a um ser humano? Se a proposta é segurança contra alergias, continuamos sem ela, porque o organismo humano possui suas individualidades e continuará existindo o risco das mais adversas reações. Alguém discorda?

E a questão envolve o seu direito de informação!

Como assim? É isso mesmo! Ultrapassando a crueldade dos testes, isso envolve o seu direito como consumidor. Eu não gosto de ser enganada, acredito que você também não. E sabemos que existem empresas que embora afirmem que não fazem testes em animais, não colocam isso especificamente no rótulo (como a Natura, a Unilever e a P&G – essas duas últimas afirmam que cessaram os testes, mas não divulgam claramente no rótulo). Talvez esse problema de dúvida acabasse se os testes fossem de fato proibidos no Brasil. Só que enquanto isso, tirando os produtos orgânicos, não temos garantia se dentro da cadeia de produção daquele produto que diz que não realiza testes, não há de fato nenhuma crueldade.

Então, o que fazer se quero usar produtos Cruelty-Free?
Você primeiro, não pode desistir. É olhar as listas do PETA, PEA, e tantas outras que estão disponíveis na internet. Optar por produtos orgânicos. Usar e abusar dos óleos vegetais, manteigas vegetais e receitas que o blog (Adri e Érika) oferecem como alternativas mais saudáveis e sem crueldade. Posso confiar no rótulo com os selos? Deve “confiar desconfiando”, mas não custa se informar, seja pela empresa, seja pelos blogs e sites que tratam do assunto.

* VEJA LISTA PETA AQUI

E para refletir...

Com o fim dos testes na Europa, empresas como Loreal (e suas milhares de submarcas, como Redken, Matrix, etc), Johnson & Johnson, para continuar comercializando no mercado europeu serão obrigadas a cessar os testes em animais. E aonde continuarão a fazer isso? No Brasil? Até quando o Brasil receberá “restos” de outros países? Não está na hora de mudar?

Depende de todos nós!

Um beijo,
Fefa.


Postar um comentário

  1. Ah não vou comentar no meu próprio post né? Ridícula! rs. Só para dar um beijo meninas, passei por aqui! rs.

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Não seria interessante um abaixo-assinado? Tem o site Petição Pública que acho ser bem legal para isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Christiane,

      Existe sim uma petição, se vc quiser mandamos para seu e-mail, entra em contato com a gente!!! Beijos!

      Excluir
  3. Fefa,

    Primeiramente quero parabeniza-la pelo excelente post, bem escrito e coeso, como só você sabe fazer.

    Agora sobre o tema: Eu acho isso meio complicado mesmo, pois em vez de quem realmente pode mudar a situação (o governo) agir, cabe aos usuários os protestos, que, por mais que tentemos, não é tão eficaz como essa Lei na Europa, por exemplo.
    Sabe que esse ponto que você tocou (sobre os testes não serem, de fato, eficazes) me convenceu? Não é porque o coelhinho ficou saudável que também ficaremos, e acho que serve ao contrário também.
    Não sou a favor dos mal tratos aos animais, mas confesso que não aderi a politica de cortar o uso de todos os produtos de empresas que fazem essa prática.

    Bjo Fefa, Erika e Adri.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Di,

      Obrigadaaaaa sua linda! Entendo que muitas vezes é difícil mesmo e as opções melhorariam se seguíssemos o exemplo europeu. Refletir e tentar mudar é um bom começo...espero realmente que as coisas evoluam, certos padrões existem para que sejam quebrados e evoluam! Um beijooo enormeeeeee!!!

      Excluir
    2. Valeu Di!
      Obrigada por comentar!
      Bjão

      Excluir
  4. Parabéns pelo Blog adoro!!! Hoje decidi que Infelizmente não posso abrir todas as gaiolinhas para libertar todos os animais que ainda são covardemente torturados pela ganancia humana e são milhões ...Mas posso parar de usar os produtos dessas multinacionais! E quando o produto acabar não vou mais comprar Kerastase, Redken,MAC, L´Occitane, LaRoche Posay, ROC,Vichy... Mas vou usar os deliciosos shamppos da Surya, da L´Anza e da Paul Mitchell, posso usar os produtos da Beiersdorf (Nívea, Eucerin), da Lush, The body Shop..etc. Que vão me fazer bem inclusive espiritualmente! bjusss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdd Leila, não podemos mudar o mundo, mas podemos fazer nossa parte ;)
      bjssssssssssss

      Excluir

Obrigada pela visita! Volte sempre!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Entre para o nosso Clube!

 
Clube do cabelo e cia © 2013. All Rights Reserved. Powered by Blogger
Top